Professores do Estado fazem manifestação em Santarém

O manifesto dos professores da rede estadual iniciou por volta de 8h30, desta quarta-feira (19), na Praça de São Sebastião, em Santarém, oeste do Pará.

A professora Zenilda Bentes, que faz parte do Sintepp, em contato com nossa reportagem falou do objetivo da paralisação, que é descaso do governo do estado com a classe dos professores.

“Nós em Santarém estamos em estado greve, sendo que em Belém os professores estão em greve desde o dia 02 de maio. Estamos numa luta há muito tempo, desde 2016 que o governo de Simão Jatene não atualiza o Piso Nacional, que é uma Lei para todos os trabalhadores da educação básica do Brasil. Nós estamos com muitos problemas nas escolas, que estão sem estrutura de funcionamento, com falta de funcionários, não tem segurança, falta merenda escolar, as escolas pela parte da noite estão fechando por falta de segurança, falta assistência do Estado, sendo que os diretores estão tirando dinheiro do próprio bolso para comprar gás, manter as questões básicas das escolas. Isso não pode acontecer. Por isso estamos nessa luta para pressionar o governo e exigir nossos direitos. O governo arrecada muito e todos os meses é descontado na folha e não é pouco o imposto que pagamos. Nós estamos lutando por nossos direitos, exercendo nossa cidadania, estamos lutando por nossas escolas e pelos alunos. Nós estamos lá e sentimos na pele a falta de apoio e respeito que o governo tem com a educação. As escolas públicas do Pará estão abandonadas. O governo não age, nós já ganhamos a obrigatoriedade do governo pagar o Piso e não faz. Nós queremos justiça”, disse a professora Zenilda Bentes.

Professora Zenilda Bentes disse, ainda: “A programação que estamos discutindo é sobre o PCCR (Plano do Cargos, Carreira e Remuneração) dos profissionais. Iremos discutir se entraremos em greve, pois Belém já está em greve. Se vamos paralisar a partir de hoje”.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *