Bandidos fazem tocaia e matam policial em Belém; agora, 2018 tem 25 PM’s mortos

Um sargento da Polícia Militar foi executado na manhã desta terça-feira (22), no bairro do Mangueirão, em Belém. Sargento Rosário estava em uma motocicleta com a esposa quando foi alvejado na cabeça por dois assaltantes, que o aguardavam em uma tocaia.

O sargento pilotava a motocicleta e levava a esposa para o trabalho. Segundo policiais militares que atuam na região, a mulher chegou a ver os dois homens na proximidade da via e pediu para que o marido voltasse, mas ele decidiu seguir na rua. Ao diminuir para passar em uma lombada, a dupla sacou uma arma e disparou na cabeça do PM, que morreu no local. A mulher não foi ferida.

O sargento PM Rosário não resistiu e morreu no local do crime. (Foto: via WhatsApp)

Os criminosos roubaram a arma do policial e fugiram em direção à região conhecida como invasão do Sabão. Equipes da PM realizam as buscas pelos envolvidos.

Sargento Rosário foi o 25° policial militar assassinado no Pará só neste ano. A última vítima havia sido o soldado Josias Favacho, de 29 anos, baleado na cabeça no dia 15 deste mês, enquanto estava em uma lanchonete em Ananindeua. Além dos mortos, pelo menos outros 11 policiais foram vítimas de ataques no Estado em 2018.

Fonte: DOL

Um comentário em “Bandidos fazem tocaia e matam policial em Belém; agora, 2018 tem 25 PM’s mortos

  • 22 de maio de 2018 em 10:58
    Permalink

    Enormidade de ocorrências, violências,…., situação hiper preocupante, a do estado. O fato é que as autoridades sabem com solucionar os problemas e possuem recursos. Até para compras de dezenas de milhas de “viaturas” e quites de equipamentos, sabe se que tem especialistas, pessoal treinado e capacitado para as diversas operações, desde as mais simples e de menor custo e uso de efetivos, a exemplo de abordagens, averiguações, revistas, investigações, mapeamentos, barreiras, interceptações,….
    Fica a torcida por soluções efetivas e duradouras.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *