Polícia investiga estelionato envolvendo empresa que vende piscinas em Santarém

A Polícia Civil está investigando um esquema de estelionato e falsidade ideológica que teve como vítimas clientes de uma empresa no ramo de piscina.

No último dia (24), durante uma operação policial chamada de ‘Lazer Legal’, para cumprir mandatos de busca e apreensão, policiais apreenderam diversos documentos e boletos bancários em nome das vítimas, dentro das sedes das empresas.

Segundo três pessoas, ditas clientes da empresa, dados pessoais foram usados ilegalmente para a obtenção de financiamentos junto a um banco para supostamente comprar piscinas da firma.

A denúncia foi registrada por meio de ocorrência em Santarém.

O delegado Alexandre Napoleão disse que os três clientes da empresa, que moram no município, apresentaram documentos, confirmando que tiveram realmente dados pessoais utilizados indevidamente para simular a compra de piscinas.

“Colhemos depoimentos e interrogatórios, e representamos pela busca e apreensão de documentos nas sedes da empresa em Altamira e Santarém, bem como na casa de sua proprietária”, detalhou o delegado.

Os pedidos dos mandados judiciais foram feitos à 1ª Vara Criminal de Santarém e deferidos pelo juiz Rômulo Nogueira, onde foram montadas duas frentes na operação e uma arma apreendida.  

(Com informações da Polícia Civil)

Um comentário em “Polícia investiga estelionato envolvendo empresa que vende piscinas em Santarém

  • 14 de junho de 2018 em 22:05
    Permalink

    O ideal seria informar o nome da empresa, para que as outras empresas não sejam prejudicadas com a notícia grave como esta.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *