Nélio: “Nova orla integrará Santarém com municípios vizinhos”

Segundo o Prefeito, a obra representa uma contenção da enchente e o fortalecimento do comércio local

No Projeto Orla, já foram executados 72,06% da obra

 

 O ano de 2018 foi marcado por muitos serviços na área da infraestrutura no município de Santarém. Várias vias foram pavimentadas e obras que estavam paralisadas foram retomadas. Com isso, hoje, a cidade conta com obras em diversos bairros.

No primeiro ano do governo, o prefeito Nélio Aguiar assinou a ordem de serviço para finalizar as obras na Orla. Com esse projeto, a frente da cidade vai ficar mais bonita e mais segura. “A orla tem problema estrutural antigo e com o início das obras demos um passo importante para a economia e turismo na região. Com a conclusão, Santarém vai ficar mais bonita. A obra representa uma contenção da enchente, o fortalecimento do comércio local, e acima de tudo, integração regional com os municípios vizinhos”, destacou o Prefeito.

Em dezembro de 2018, as obras do Projeto Orla foram vistoriadas pelo técnico da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, Alexandre Alves Rocha. A vistoria foi acompanhada pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) e da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil.

O engenheiro civil da Seminfra, Cledimar Augusto, explicou que a vistoria se deu para acompanhar o andamento dos serviços e assim liberar a última parcela para a conclusão do projeto. “Já foram executados 72,06% de obra, o que equivale a R$ 51.959.761, 42 de investimento. O valor total da obra é de R$ 72.103.595.26”.

As obras tiveram início em 14 de dezembro de 2017. Por ser de grande porte pode causar alguns transtornos, no entanto, é uma obra de prevenção que está sendo executada com qualidade e trabalho bem articulado, com várias frentes de serviço, para que o prazo seja cumprido e a finalidade também, que é minimizar os riscos de acidente. Está sob a responsabilidade da Construtora Mello de Azevedo S/A, o valor total do investimento é de R$72.103.595,26, dividido em 3 metas: 1ª Meta – Muro de contenção, uma extensão de 1.640m, no perímetro entre a  Travessa Augusto Montenegro até o Bosque da Vera Paz. 2ª- Meta – Píeres, com 6 unidades ao longo do muro de contenção. 3ª Meta – Casas de Bomba, 2 unidades, localizadas na Travessa Augusto Montenegro e Travessa 2 de Junho.

No Projeto Orla, já foram executados 72,06% da obra

OUTRAS OBRAS: O Município também vai contar com o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), que será localizado no Residencial Salvação, na Avenida Japu. Uma pista de atletismo, áreas para salto em distância, arremesso de peso e uma área coberta para modalidades esportivas fazem parte do empreendimento.

Outra obra que em breve será entregue à população será a Unidade de Apoio e Distribuição de Alimentos da Agricultura Familiar (UADAAF), localizada no bairro do Uruará. A unidade conta com espaço para armazenar, acondicionar, resfriar e organizar os alimentos da agricultura familiar, facilitando o comércio e a distribuição.

No bairro São José Operário, a população vai contar com a Praça de Esporte e Cultura –CEU. “Mais de 90% das obras já foram realizadas. A equipe está instalando alguns equipamentos e em breve a população será beneficiada com mais um espaço de lazer na cidade. Nas obras constam: telecentro, banheiros, bicicletário, salão para teatro com 60 lugares para plateia, com camarim, quadra coberta (423 m2), pista de skate (163 m2), playground (90,68 m2), equipamento de ginástica (94,80 m2), área de mesa de jogos (31,60 m2), biblioteca (66,13 m2)”, explicou o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Daniel Simões.

O espaço já conta com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), inaugurado em setembro de 2016 e atende 3.480 famílias. “Os moradores do bairro São José Operário já contam com um local que oferece atendimento psicológico e pedagógico. Com a Praça do CEU o local se transforma em um complexo, com vários atendimentos de esporte e lazer”, destacou a coordenadora do CRAS, Vanderléia Ferreira.

Várias ruas no Centro Comercial já receberam as ligações domiciliares, que fazem parte das obras de esgotamento sanitário. Até o momento, já foram feitas mais de 2 mil ligações domiciliares. Elas funcionarão da seguinte forma: a água que o morador usa, que antes era jogada diretamente nas canaletas a céu aberto, bem como as fossas sépticas, serão agora despejadas diretamente na rede subterrânea de esgoto. Essa rede será ligada ao coletor tronco, instalado na Avenida Tapajós e será toda direcionada, através da linha de recalque, até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que fica localizada na Avenida Borges Leal, no bairro do Mapiri, onde todo esse esgoto será tratado.

Além dos contratos retomados, durante o ano de 2018, várias ordens de serviços foram assinadas para início de obras, como o anel viário do Jutaí, anel viário da Nova República e Vitória Régia, a Pista de lazer da Nova República e urbanização da Vila Arigó. “A retomada das obras faz parte do compromisso da gestão em entregar todas as obras paralisadas. 2017 foi um ano de planejamento e elaboração de projetos e em 2018 várias obras iniciaram. Isso é fruto do trabalho da nossa equipe. A cidade virou canteiro de obras”, afirmou Nélio Aguiar.

PAVIMENTAÇÃO DE VIAS: O gestor municipal tirou a Prefeitura do Cadastro Único de Convênios (CAUC), no item obrigações financeiras. Com isso, o contrato com a Pró-Transporte, financiado pela Caixa Econômica Federal foi retomado e efetuado o pagamento, para a empresa ETEC voltar com os serviços de pavimentação. O contrato prevê a pavimentação de 21 vias da cidade.

CONTINUIDADE NAS OBRAS: A pavimentação das vias vem ao encontro da proposta da gestão municipal que é dar continuidade a todas as obras e investir em novos serviços, com investimentos que tragam reflexos positivos não somente para o trânsito local, mas para a mobilidade urbana do Município como um todo.

Além do contrato do Pró-Transporte outras vias foram pavimentadas. Ruas no entorno da feira do Aeroporto Velho já foram entregues para a população. “A pavimentação das vias beneficia toda a população, principalmente os produtores que aos fins de semana vem trabalhar na feira. Os comerciantes não terão mais os seus produtos expostos a poeira, porque terão mais mobilidade e melhores condições. Já asfaltamos a Trav. Dália, a Rua Magnólia, a Alameda 30, a Alameda 31, a Rua 29 e vamos finalizar a pavimentação da Trav. Natal”, explicou o titular da Seminfra, Daniel Simões. Com informações da PMS.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *