Venda de dinheiro e cartão de crédito fakes são anunciados em grupos whatsapp de Altamira

Os anúncios são publicados por uma pessoa que utiliza número de telefone com DDD 77, que pertence ao estado da Bahia.

De acordo com o anúncio, com 100 reais, é possível adquirir R$ 1.5000,00 em notas falsas. Para obter o valor de R$ 12.000,00 em notas falsas, é preciso desembolsar 1 mil reais.

Com cartões de crédito falsos/clonados, os valores são idênticos. A promessa é que todos os cartões são em nomes de terceiros, e vem acompanhados com senha. ”Tudo certinho para você poder efetuar compras em qualquer tipo de loja física ou pela internet sem problema algum”, diz parte do anúncio.

Para receber o dinheiro e/ou cartão de crédito falso, segundo o anúncio, via correio, o pagamento tem que ser depositado em contas bancárias.

ESQUEMA: Chama atenção nesta situação, que os criminosos não atendem ligações telefônicas; apenas contato por mensagem via whatsapp. Para não serem localizados, utilizam informações falsas, e até mesmo aplicativos que são capazes de alterar números de telefones. Conforme a polícia, em muitos casos, os anúncios fazem parte de um golpe. A pessoa deposita o dinheiro, no entanto, a encomenda não chega.

FISCALIZAÇÃO: A responsabilidade sobre a fiscalização deste tipo de crime é da Polícia Federal. A PF informou que a ação infringe o artigo 289 do Código Penal. Segundo a lei, falsificar, fabricar ou alterar moeda metálica ou papel moeda de curso legal no país ou no estrangeiro é crime, com pena que varia de três a 12 anos de prisão e multa.

A lei não se aplica apenas a quem vende as notas, mas também a quem adquire e coloca as notas em circulação.

Aqueles que se arriscam a tentar adquirir esse tipo de material também estão sujeitos a diferentes riscos – os fraudadores podem ficar com contatos e outras informações dos interessados, por exemplo.

RG 15 / O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *