Justiça determina saída de indígenas de prédio da Norte Energia em Altamira

Desde a última quarta-feira, 27,indígenas Juruna e Arara ocupam o prédio da Norte Energia, em Altamira. Na noite desta quinta-feira, 28, a Justiça Estadual concedeu um mandado de reintegração de posse ordenando a saída dos ocupantes.

Os indígenas, moradores da Volta Grande do Xingu, a região que sofre os danos mais graves e profundos de Belo Monte, reivindicam a realização de ações que estão contidas na relação de condicionantes, que a Norte Energia tem obrigação de cumprir, mas que, segundo as comunidades, estão atrasadas.

Hoje, após pedido da Norte Energia, a Justiça Estadual concedeu uma ordem de reintegração de posse que pode ser cumprida por forças policiais até sexta-feira, 29, às 10h. A decisão judicial foi emitida apenas 30 minutos após o pedido da empresa.

As lideranças reunidas no local avisaram que não vão cumprir a ordem e exigem a presença dos diretores da empresa, a entrega dos insumos e equipamentos necessários para que os indígenas possam plantar suas roças, a instalação das antenas de celulares e os compromissos para a solução dos problemas que vivem na Volta Grande.

Fonte: Roma News

Um comentário em “Justiça determina saída de indígenas de prédio da Norte Energia em Altamira

  • 29 de março de 2019 em 08:38
    Permalink

    Não se vê um desses índios trabalhando, nem mesmo pescando ! Já invadindo e atrapalhando quem quer trabalhar, são dezenas e até centenas !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *