A CINCO PASSOS DE VOCÊ | Opinião sem spoilers!

A CINCO PASSOS DE VOCÊ

(Five Feet Apart)

Por: Allan Patrick

Posso afirmar que em algum momento de sua vida, você já tenha visto essa história: dois jovens se conhecem, o temperamento forte de um chama a atenção do outro e consequentemente eles se apaixonam. A grande verdade é que nessa idade, basta ver um rosto bonito que imediatamente o coração acelera. O interessante de “A Cinco Passos de Você” (Five Feet Apart) é que os protagonistas possuem uma doença crônica pulmonar, fibrose cística. Ou seja, eles não vivem e sim sobrevivem todos os dias à base de medicamentos e tubos de ar.
A trama baseada no livro que possui o mesmo nome do filme, conta com o carisma de “Haley Lu Richardson” (Quase 18 e Fragmentado) e o charme de Cole Sprouse (da série Riverdale) para carregar a história. Mesmo sendo indiscutível o afeto que criamos pelo casal protagonista, ele não é suficiente para nos distrair da tempestade de clichês, mais evidente na terceira parte do filme, com uma mistura de luto, grandes gestos e declarações de amor eternas. Emocionante, só escutava o som das respirações de choro no cinema.

O filme é voltado totalmente para o público adolescente e possui muitos acertos conseguindo conduzir um romance juvenil entre as melancólicas e sofridas paredes de um hospital. Eu imagino que o objetivo do livro, assim como do filme, era focar em trazer à tona a triste realidade de uma doença séria e ao mesmo tempo trazer esperança para aqueles que passam por situações parecidas à espera de um transplante, mas acaba navegando longe das consequências da doença e foca totalmente nas ações privadas e pouco críveis vivenciadas pelos jovens protagonistas.

No começo, de fato, cumpre bem a função original, Stella (Haley Lu Richardson) mantém um diário no YouTube sobre o seu tratamento de forma bem-humorada e otimista, mesmo tendo de viver em hospital. Logo depois, a menina conhece Will (Cole Sprouse) que possui a mesma doença, mas com uma bactéria mais perigosa. Contrariando a metódica menina, ele é desligado, não segue o protocolo e acredita que não há sentido em viver enclausurado no hospital. Fato presente em centenas de hospitais em todo mundo.

Desde a primeira cena entre os jovens, sabemos que eles vão se apaixonar e a diversão do gênero é exatamente saber como isso será desenvolvido. “A Cinco Passos de Você” tem ótimos diálogos, cenas românticas e emocionantes. Dado o interesse mútuo, o empecilho dos dois é a doença que os mantém a seis passos de distância para que eles não tenham contato com as bactérias um do outro. O mesmo ocorre entre Stella e o seu amigo desde a infância Poe (Moises Arias), também portador da doença. O personagem de Poe funciona como o anjo da guarda do casal e um pequeno alívio cômico.
O ponto alto do filme é quando Stella resolve o dilema de aproximação dos dois com um taco de sinuca que representa cinco passos. Desse modo, ela ganha um passo de aproximação e um elo entre eles. A imagem deles buscando se tocar através de um pedaço de madeira é uma representação bonita de um obstáculo quase intransponível.
Ver Haley Lu Richardson e Cole Sprouse em cena é animador, pois ambos têm química e boa performance, estreando como protagonistas de um romance. O último grande sucesso do jovem no cinema foi como o filho de Adam Sandler na comédia “O Paizão”(1999). Lembra do pequeno Julian? O menino loirinho cresceu e faz muito mais sucesso com o público adolescente. Assim como, Haley tem talento para ganhar papéis mais importantes e exigentes. Enfim, ao ir ao cinema assistir esse filme, não esqueçam de levar os lenços de papel, pois com certeza lágrimas vão rolar. Minha nota: 7,0!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *