Nova rede do Tramaoeste potencializará investimentos em Santarém

Quem lembra da época que Santarém sofria com os apagões de energia elétrica, também deve lembrar da alegria que o foi a chegada do chamado linhão do Tramaoeste.

Com passar do tempo, a capacidade da rede foi sendo utilizada em quase sua totalidade. Um limite visto com muita preocupação pelos empreendedores dispostos a realizar investimentos em Santarém e Região.

No dia 27 de junho, a Equatorial Transmissão, empresa que faz parte do grupo Equatorial Energia, apresentou os investimentos para o setor.

A Equatorial é responsável pela implantação e a futura operação e manutenção de linhas, totalizando 436 km de extensão, além de cinco subestações. Esta segunda rede de transmissão tem previsão de conclusão para 2020, de acordo com o diretor de operações da Equatorial, Ailton Ferreira.

O projeto, que faz parte do Tramaoeste, atravessa nove municípios – Vitória do Xingu; Anapu; Altamira; Brasil Novo; Medicilândia; Uruará; Prainha; Santarém e Mojuí dos Campos.

A notícia agradou em cheio os empresários que pretendem a médio prazo fortalecer o desenvolvimento de Santarém, com empreendimentos capazes de gerar emprego e renda para a população.

EVENTO GGI: A Prefeitura realizou no dia 27 de junho, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Santarém (Aces), a edição especial da reunião do Grupo de Gestão Integrada para o Desenvolvimento Regional Sustentável (GGI/DRS), em comemoração aos 358 anos de Santarém. O GGI contou com a participação de um painel que mostra a expansão da cadeia de novos negócios, desde a rede atacadista de supermercados à distribuição de combustíveis. Além de investimentos privados, o GGI também apresentou ao público o aplicativo lançado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), que permite ao contribuinte informar as principais demandas relacionadas ao setor de iluminação pública.

Mesmo diante do grave quadro de recessão econômica que o país ainda atravessa, Santarém tem vivenciado experiências positivas, como o aumento na arrecadação própria, proporcionado por novos investimentos, principalmente privados. Para o secretário de Planejamento, Rui Corrêa esse é um dos aspectos positivos comemorados neste GGI especial.

“No município de Santarém, mesmo com a crise que o Brasil atravessa, temos experimentado aumento na arrecadação própria. Isso se traduz, porque existem empresas que estão chegando para investir em nosso município, pela posição estratégica e por estarmos em uma condição especial principalmente pelos exportadores de grãos da região Centro-Oeste. Então nós temos que aproveitar essa oportunidade”, avalia o secretário.

O prefeito Nélio Aguiar destacou que o GGI é um grande fórum, já consolidado, de debates e busca por soluções aos gargalos apresentados. “Nosso objetivo enquanto Poder Público é facilitar que novas oportunidades possam surgir ao nosso município, trazendo novos empreendedores. Estamos atuando, também, fortemente na captação de recursos públicos e atraindo investimentos privados”, reforça o prefeito.

Setor portuário vetor de investimentos: – A maior parte das exposições deste GGI especial esteve relacionada a investimentos no setor portuário. O município já começou a receber importantes empreendimentos públicos e privados que vão possibilitar melhor posição tanto na parte logística, quanto operacional. Empresas como BeHidro – especializada na construção de estaleiros – LDC; Aliança Navegação e Logística; Master Operações Portuárias e Raízen apresentaram em seu portfólio projeções considerando o valor dos investimentos que já estão sendo realizados em Santarém, que deve colocar o município como o maior corredor portuário da região Norte e um dos mais importantes do Brasil.

Para se ter uma ideia, com o arrendamento de uma segunda área no porto da CDP, a Raízen, empresa brasileira com presença nos setores de produção de açúcar e etanol, transporte e distribuição de combustíveis e geração de bioeletricidade, projeta movimentar para os próximos cinco anos mais de 700 milhões de litros de combustíveis.

“A Raízen vê Santarém como um polo logístico na região amazônica, a partir de sua posição estratégica e isso se verifica no suprimento de combustíveis para toda região, o produto que chega pelo oceano chega a Santarém e é distribuído para toda a Amazônia, o que representa 2/3 da região Norte. É por isso que a Raízen está fazendo investimentos na casa dos R$ 100 milhões. Isso vai triplicar a movimentação de combustíveis, vai trazer mais arrecadação para a própria cidade e mais empregos. Mais ou menos 300 empregos com a construção da base. Depois, com a base em operação, teremos de 20 a 30 empregos diretos e mais de 100 pessoas ligadas indiretamente”, explica o gerente de infraestrutura da Raízen, Leonardo Reis.

RG 15 / O Impacto

Um comentário em “Nova rede do Tramaoeste potencializará investimentos em Santarém

  • 4 de julho de 2019 em 23:44
    Permalink

    É de se sugerir alíquota zero, de impostos municipais, para empresas de transformação que queiram se instalar na Cidade; necessitamos urgente de emprego para a população !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *