Governo vai liberar R$ 42 bilhões em contas ativas do FGTS; saques podem chegar até 35% do saldo

Passada a aprovação da reforma da Previdência no primeiro turno, o governo federal vai adotar medidas para estimular o consumo e aquecer a economia. Uma delas é a liberação de saques de contas ativas e inatives do FGTS, que podem injetar até R$ 42 bilhões na economia.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou a informação em viagem internacional, na Argentina, em entrevista à GloboNews. Além do FGTS, o governo deve liberar recursos do PIS-Pasep. A soma de tudo, segundo Guedes, deverá ser de R$ 63 bilhões.

De acordo com reportagem feita pelo jornal Estadão, a porcentagem de saque das contas ativas vai variar de acordo com os recursos disponíveis. Os trabalhadores que têm até R$ 5 mil de saldo poderiam retirar 35% da quantia. De R$ 5 mil a R$ 10 mil, o índice reduziria para 30%.

Os que têm entre R$ 10 mil e R$ 50 mil ainda não tem porcentagem definida. Acima do último valor, passaria para 10%.
O governo Michel Temer também adotou ações similares. Em 2017, as contas inativas do FGTS injetaram R$ 43 bilhões na economia. Também houve liberação do PIS-Pasep em 2016, com efeito menor.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *