Hospital Regional de Santarém passa por auditoria para investigar irregularidades

AGE realiza auditoria após relatório do MP levantar questões sobre a administração da Pró-Saúde. Paulo Henrique Heidtmann é quem presidirá a auditoria, que tem prazo de 180 dias.

O Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, está passando por uma auditoria de caráter especial a ser realizada pela Auditoria Geral do Estado (AGE), que busca apurar supostas irregularidades cometidas no local.

Para comandar a auditoria, que deve ser conclui em até 180 dias, foi escalado Paulo Henrique Heidtmann, que apurará possíveis situações de improbidade administrativa que teriam sido praticadas por dirigentes da Pró-Saúde, que administra o HRBA.

De acordo com a AGE, a auditoria inicial – tratada anteriormente investigação inicial – é realizadas por conta de um relatório feito Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e Corrupção, do Ministério Público do Estado. A investigação começou em maio e até o momento a AGE considera que nem todas as informações sobre possíveis irregularidades ainda foram encontradas.

Nota HRBA

 A direção do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) informa que a suposta irregularidade, datada de 2013, já foi devidamente esclarecida e respondida formalmente perante às instâncias de apuração. Devido ao sigilo processual estabelecido pela Auditoria Geral do Estado, a entidade gestora do HRBA não se manifestará neste momento, no entanto, permanece à disposição dos órgãos competentes para prestar todas as informações sobre o tema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *