Artigo – O Jornal O Impacto Avisou!

Por Oswaldo Bezerra

Quem tem experiência, ou conhecimento, da indústria do Petróleo e Gás já havia pressentido que algo não encaixava bem na farsa do petróleo venezuelano na costa do nordeste. No artigo “O governo, a imprensa e a farsa do crime ambiental no nordeste”, publicado aqui no Jornal O Impacto, foi refutada a farsa de um ataque venezuelano. Mesmo com jornalistas importantes do Brasil denunciarem até complô entre Maduro, Macron e Lula num possível ataque terrorista ao Brasil. O ministro do Meio Ambiente chegou a denunciar o Greenpeace como possível causador da catástrofe ambiental. Naquele artigo, o Jornal O Impacto mostrava o caminho das análises das fotos de satélites como meio de elucidar o mistério.

Porém, o Governo impôs censura sobre informações sobre o óleo nas praias do Nordeste: “Se alguém abrir a boca é exonerado pois, não se pode contestar o governo”, disse uma pesquisadora anônima ao site brasil247. Este site também afirmou que entre os principais órgãos censurados estavam o INPE, que poderia elucidar o caso com suas imagens de satélites, e a Fundação Joaquim Nabuco, que pesquisa o desastre em loco.

No site “Letras Ambientais”, no artigo “Laboratório detecta imagens de satélite que pode explicar origem do óleo do Nordeste”, é lançada luz sobre este mistério. Lá é mostrado que um laboratóirio (Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélite-LAPIS) independente, mas com vínculos à Universidade Federal de Alagoas, detectou por imagens de satélites, da Agência Espacial Europeia, um padrão no mar que explicaria o vazamento no nordeste. O vazamento possuiria 55 km de extensão e 6 km de largura, numa distância de 55 km da costa nordestina.

Logos após a divulgação do parecer do laboratório, rapidamente, a Marinha, que não tem especialistas da indústria de óleo e gás, tratou logo de negar a informação. O IBAMA e a Petrobras também trataram de pôr dúvidas na informação do laboratório.

A região da imagem de satélite está em área de explorações de petróleo segundo a ANP. As pesquisas do LAPIS também destacam que o enorme volume da mancha descarta, de uma vez por todas, a possibilidade de um derramamento acidental ou proposital a partir de um navio. Fica muito claro que o vazamento vem do fundo do mar, por consequência de perfuração. As imagens também mostram a presença de 3 navios, ao redor da mancha, fazendo monitoração.

Qual operadora de petróleo está sendo protegida? O que se sabe é que enquanto a empresa operadora de petróleo, de maior tecnologia no planeta, a Petrobrás, foi operadora única do pré-sal jamais houve grande anormalidade. Nossa realidade agora é outra. Temos relatos assustadores como o do oceanógrafo Carlos Valério (fundador da Oceanauta-Consultoria Ambiental) que disse: “quando a maré baixou sexta de manhã cedo, o que vimos foi um terror. O recife tomado por uma massa de óleo, algumas manchas com mais de 2 metros de diâmetro. Em uma manhã, tiramos mais de 2 toneladas de óleo da praia. E só não foi mais porque a maré começou a subir, aí tivemos que parar”. Sem dúvida os entregadores das nossas riquezas devem dormir agora com o pesadelo de ter provocado a maior catástrofe ambiental de petróleo de nossa história.

RG 15 / O Impacto

Um comentário em “Artigo – O Jornal O Impacto Avisou!

  • 1 de novembro de 2019 em 16:51
    Permalink

    kkkkkkk, ENTREGA DE NOSSA RIQUEZA QUEM FEZ FOI O LULA/DILMA, QUANDO ENTERRARAM 714 BILHÕES DE REAIS, RETIRADOS DO BNDES, EM PAÍSES DE IDEOLOGIA COMUNISTA, QUE NUNCA PAGARÃO SUAS DÍVIDAS ! FOI UM PRESENTAÇO DOS PTISTAS, ENQUANTO OS BRASILEIROS PADECEM POR FALTA DE HOSPITAIS, ESCOLAS, ESTRADAS, SANEAMENTO BÁSICO. UM BOM EXEMPLO É O AEROPORTO DE NACALA, MOÇAMBIQUE, SEM MOVIMENTO, OS BRASILEIROS PAGARAM 500 MILHÕES DE REAIS; LINHAS 3 E 4 DO METRÔ DE CARACAS, FORAM 3 BILHÕES DE REAIS, A FERROVIA FERROCARIL SARMIENTO, ARGENTINA (!!!) ,OUTROS 6 BILHÕES DE REAIS ! NO TOTAL O BNDES SANGROU EM 714 BILHÕES DE REAIS, VALOR QUE OS PTRALHA$ TENTARAM ESCONDER DO POVO, SOMENTE HÁ POUCO DESVENDADO. QUANTO AO VAZAMENTO DE PETRÓLEO, SE FOI UM ACIDENTE, ELE É HORROROSO, MAS COMO JÁ OCORREU EM OUTRAS PARTE DO MUNDO, PODE SER REPARADO, CESSADO O JORRO DE PETRÓLEO, ASSIM COMO O GOVERNO BOLSONARO ACABOU COM O VAZAMENTO DE GRANA DOS IRRESPONSÁVEIS GOVERNOS PTISTAS, QUE ALIÁS OS BRASILEIROS TERÃO QUE PAGAR NOS PRÓXIMOS QUARENTA ANOS, NO MÍNIMO, QUE DESASTRE !!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *