Tapajós inicia temporada de contratações visando o Campeonato Paraense 2020

Quando se trata de futebol, planejamento com antecedência é sempre importante e com isso em mente, o Tapajós começa os trabalhos visando a participação no Campeonato Paraense de 2020. A equipe será a única representante do futebol santareno no certame (já que São Raimundo e São Francisco foram rebaixados nesta temporada) e ambiciona melhores resultados que apenas se manter na primeira divisão estadual.

Com o campeonato marcado para começar no dia 18 de janeiro, o clube santareno planeja começar a temporada ainda neste ano, mais especificamente no dia 28 de dezembro. As atividades da teriam início de fato no dia 2 de janeiro, quando todos os contratados começariam a fase de treinos com o novo treinador do time – ainda não divulgado.

Com isso, a diretoria já corre para fechar as principais contratações para a temporada 2020. Ainda que tente manter as negociações em sigilo, alguns nomes já são ventilados pelo clube, como é o caso do goleiro Jardel (ex-São Raimundo) e o atacante Mariano, que atualmente está emprestado para a Ponte Preta.

Ainda segundo as apurações do portal, o contrato de empréstimo entre o atleta e a Ponte Preta termina no mês de dezembro, com possibilidades de o jogador voltar à Santarém para disputar o Parazão pela equipe que possui os direitos do atleta.

Outra questão ainda debatida também pelo clube é quanto ao treinador da equipe. Ainda em fase de negociações, a diretoria do Tapajós pretende investir em um técnico com D.N.A ofensivo, que faça o time jogar para frente e se impor diante do adversário. Isso vai de encontro com a proposta do clube, que é fazer uma boa campanha para conseguir as almejadas vagas na Copa do Brasil e na Série D do Campeonato Brasileiro – ambas para 2021, fazendo com que o time tenha possivelmente uma longevidade nos trabalhos ao longo de pelo menos um ano.

A equipe, que vai para mais um ano na elite do futebol estadual pretende não figurar apenas entre os pequenos times do interior, mas sonha com maior destaque. Para isso, deve apostar em jovens promessas e outros, tentando fugir do modelo de equipe recheada por medalhões. O clube quer seguir os modelos da nova tendência do futebol nacional, que é o futebol para frente, ofensivo. Isso tudo guardada as devidas proporções.

PROMESSAS NO ELENCO: Com a Liga Esportiva de Santarém (LES) sendo comandada pelo mesmo presidente do Tapajós, Sandicley Monte, a entidade começou a passar por uma tentativa de reestruturação, que visa revelar novos jogadores para as equipes profissionais da cidade. De acordo com o mandatário, ainda que o clube busque por novos jogadores, nem todos virão das competições organizadas pela LES. Segundo ele, isso se dá porque a equipe já vinha se planejando há bastante tempo, deixando pouco espaço para os mais novos – principalmente nesta próxima temporada. No entanto, a equipe deve se aproveitar de jovens talentos a partir de 2021, quando as competições municipais e regionais estarão mais consolidadas.

PARAZÃO 2020: O Campeonato Paraense terá 13 datas, segundo indicativos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A notícia foi confirmada pelo diretor de competições da Federação Paraense de Futebol (FPF), Raimundo Araújo, que substituiu recentemente Paulo Romano no cargo. “São 13 datas para o Campeonato Paraense de 2020.

“Está prevista uma reunião com os clubes. Como está mais curto, teremos basicamente um turno, semifinais e final”, frisou Raimundo.

Em 2018, foram 18 datas, segundo um documento da Confederação Brasileira de Futebol. A FPF utilizou 14 datas, porém. O Remo foi o campeão. O Independente de Tucuruí foi o vice.

Nesta temporada a competição teve 14 datas e foi realizada da seguinte forma: Na primeira fase, os 10 times são divididos em dois grupos e jogam contra os rivais da outra chave em dois turnos. Os dois primeiros colocados de cada grupo avançam para a semifinal e os piores de cada chave são rebaixados.

PÉSSIMA CAMPANHA EM 2019: esta temporada só não foi pior para o time santareno porque São Raimundo e São Francisco conseguiram superar o Tapajós com duas campanhas ainda piores. A equipe se manteve na elite do futebol local com apenas oito pontos somados em 10 jogos disputados – sendo cinco empates, quatro derrotas e apenas uma vitória.

A equipe só não foi derrotada porque o São Raimundo conseguiu somar apenas quatro pontos, enquanto o São Francisco fez apenas seis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *