Com Santarém entre as cidades mais buscadas, mercado hoteleiro local crê em crescimento para 2020

O Viaja Lá, líder no ramo de metabuscadores de voos e hotéis na América Latina, elegeu Santarém como o destino número um para viagens nacionais em 2020. De acordo com a análise, houve aumento de 54% entre viajantes brasileiros para o destino, que vê agora com grande otimismo a próxima temporada, que deve impulsionar o crescimento do mercado hoteleiro.

A ferramenta compara de forma transparente mais de 100 sites globais e locais para ajudar os seus 3,5 milhões de usuários mensais a fazer a melhor escolha de viagem. Para o diretor nacional do buscador, Eduardo Martins, a tendência está relacionada com o aumento da frequência de voos para a cidade.

“Essa tendência de alta se insinua desde 2016, quando a Azul aumentou sua frequência de voos diretos regulares para Santarém, partindo de Manaus e Belém e, em seguida, a Latam iniciou um voo diário direto saindo de Brasília”.

AUMENTO DO TURISMO DE NEGÓCIO: De acordo com Paulo Barrudada, um dos principais empresários do ramo hoteleiro de Santarém, o crescimento do mercado local já pôde ser visto neste ano, com números acima da expectativa. Para ele, um dos principais expoentes deste ano foi o aumento do chamado ‘turismo de negócio’.

“Nossa expectativa é grande. Posso até assegurar que é algo que não estávamos nem esperando, pois o movimento desse ano foi diferenciado. Geralmente começa no mês de julho e tem também o mês de dezembro e janeiro que são sempre muito bons – pelas férias e tudo. Neste ano o movimento já começou em junho e tivemos não só o crescimento na temporada, o que girou em 30% ou 40% a mais que o ano passado. Temos o turismo de negócio, que aumentou bastante, então tivemos junho, julho, agosto, setembro e outubro com um excelente público, não apenas na questão do turista que vai conhecer a região, mas também aqueles que vêm para o turismo de negócio. Vários encontros aconteceram neste ano e ainda temos mais uma meia dúzia de eventos até o fim do ano. Foi algo surpreendente, não se esperava esse movimento, Alter do Chão mesmo, que tinha alta e baixa temporada, o que não existe mais. Se você chegar lá no dia de semana tem movimento, não existe mais aquela questão de ter movimento só no final do mês, fim de semana e feriado”, comenta Paulo Barrudada.

DESTAQUE NA MÍDIA E POSSÍVEIS PROBLEMAS: Essa não é a primeira vez que Santarém ganha destaque nacional e internacional. No final de 2018, a vila de Alter do Chão foi eleita pelo caderno Viagem do jornal O Estado de São Paulo como um dos 10 melhores destinos para visitar em 2019. Em 2009, o inglês The Guardian elegeu as praias do caribe amazônico como as melhores do Brasil, o jornal também apontou a vila como o lugar mais bonito do mundo com praias de águas doces. Segundo o empresário Paulo Barrudada, tal exposição na mídia é de importante contribuição para a chegada de novos turistas, número que vem crescendo exponencialmente, o que pode também acarretar alguns transtornos – isso se prestadores destes serviços não estiverem preparados.

“Acho que isso foi um trabalho em conjunto, não só do governo federal, mas da mídia internacional, além do Estado e Município. São políticas públicas que estão sendo adotadas na região e que a repercussão é quase que imediata, tanto que a expectativa para o ano que vem é até melhor que 2019. Não é só uma questão de criar uma expectativa, mas é real, as agências já estão procurando os hotéis, serviços de recpetivos – aí não só hotelaria como transporte, já que para um grupo que vem, você precisa de microônibus, o que é deficitário. Tem finais de semana que você já não encontra carro para locação, uma van disponível. Ano que vem vamos ter uma dificuldade maior ainda. Agora recentemente eu estava em Manaus e tinha um grupo de 14 pessoas que retornaram de barco para Manaus porque não tinha hotéis disponíveis nem em Santarém e nem em Alter do Chão”, relata o empresário.

EXEMPLOS DE MERCADOS PARECIDOS: Ainda que a expectativa para 2020 seja grande, no âmbito deste ramo empresarial, ainda existem entraves que deixam Santarém abaixo do que pode proporcionar aos seus turistas, como por exemplo, o preço caro das passagens. Tais problemas devem ser contornados, o que pode resultar em uma solidificação de mercado próxima a de cidade da região nordeste.

“Se você vem de Belém, 55 minutos de voo e você tem que pagar só neste trecho, mil reais, realmente inviabiliza quem vem com família. Agora nas férias, o que ajuda é que muita gente vem de barco, lanchas modernas. Isso tem suprido a necessidade, mas mesmo assim a surpresa ainda é grande porque ainda que tenha as passagens caras o turista está vindo. Isso é muito animador, mas também é um problema que deve ser resolvido. A classe política do Estado, afinal não é só Santarém, precisa fazer algo, porque se você vai em qualquer região próxima a dificuldade ainda é maior. Santarém ainda é rota das grandes companhias áreas, temos hoje pelo menos oito voos diários, que passam vindo de Manaus ou Belém o que acaba facilitando. Isso é uma questão que deve ser resolvida, nós vamos ter sim o ano todinho um turismo presente e aquecido como Fortaleza. Lá é o ano todinho e já teve um período de alta e baixa, agora não, é o ano todo e Santarém está entrando nesse ciclo”, comenta.

CONTRIBUIÇÕES DO PODER PÚBLICO: Para que os números do mercado hoteleiro melhorem ainda mais a nível regional, o empresário afirma que é importante um maior investimento do poder público.

“Essa sensibilidade que os governos municipal, estadual e federal têm que continuar acreditando, porque se fala muito que nós temos o ‘caribe brasileiro’ e que estamos na mídia nacional e internacional, mas quem tem que acreditar mais é nós e nossos políticos. Eles têm que colocar políticas públicas para que essa engrenagem possa andar com maior rapidez. Temos como exemplo o estado do Ceará, que deu certo porque o governo acreditou, investiu e está aí com um sucesso há mais de 20 anos. Por que não podemos ter algo parecido? Pelo menos nos temos as praias e belezas naturais, que são realmente um atrativo muito forte”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *