Aeroporto de Manaus será privatizado até outubro de 2020, diz ministro

O Aeroporto Internacional Eduardo Gomes deve ser privatizado até outubro de 2020. A ideia é transformá-lo em um hub do Norte, principal centro concentrador de voos na região. A informação foi confirmada pelo ministro da infraestrutura Tarcísio Freitas, que esteve em Manaus ontem para a inauguração do navio porta-contêiner Polares, da Log-In Logística. 

O Aeroporto de Manaus integra uma lista com duas dezenas de terminais que o governo pretende leiloar no próximo ano. “Em janeiro vamos lançar a consulta pública, depois enviaremos o relatório ao TCU e o leilão deve ser realizado em outubro”, disse Freitas.

Segundo o ministro, os consórcios habilitados deverão apresentar os projetos, levantamentos, investigações e estudos técnicos para subsidiar a modelagem das concessões dos aeroportos. Além disso, as empresas terão que fazer investimentos nos terminais.

Atualmente, o aeroporto está sob a responsabilidade da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que realizou uma reforma de R$ 27 milhões no ano passado.

Cabotagem

 O ministro Tarcísio Freitas ressaltou o reforço que a cabotagem – navegação ao longo da costa brasileira – terá com a inauguração do navio porta-contêiner Polaris, da Log-In Logística. O navio foi construído pelo estaleiro chinês CSSC Guangzhou WenchongShipyard e passa a ser um dos maiores em operação no País. A chegada da embarcação, para o ministro, representa a retomada de crescimento da cabotagem no Brasil, o que tem especial significado para a Zona Franca de Manaus. Muitas empresas do Polo Industrial de Manaus contam com esse modal para levar seus produtos aos diversos mercados do País.

Frota ampliada

O navio Log-In Polaris se juntará à frota da empresa, que atualmente conta com quatro porta-contêineres próprios e dois afretados. O Log-In Polaris está apto para transportar 600 contêineres refrigerados, o que vai ampliar a capacidade da companhia para esse tipo de carga, sendo uma opção a Manaus para o Amazonas.

“Vir no lançamento deste navio, com esse porte, em Manaus, significa apostar na cabotagem. Vamos lançar em breve o programa BR do Mar, que está sendo estruturado pela Secretaria nacional de portos e transportes aquaviários. Este evento respira a vocação da indústria naval brasileira”, disse o ministro Tarcísio Freitas.

Fonte: A Crítica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *