Agentes penitenciários salvam detento que seria vítima de homicídio disfarçado de suicídio

Agressores utilizaram as camisas dos uniformes e cabo de vassoura para estrangular a vítima.

O detento Gemerson Sousa da Silva sofreu tentativa de homicídio na noite de segunda-feira (6), no pavilhão 3 do Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (CRASHM).

De acordo com a polícia, era por volta de 22h, quando os agentes penitenciários realizaram a intervenção que salvou a vida de Gemerson.

Foram mais de 3 horas de tortura, que certamente resultaria em homicídio disfarçado de suicídio, informou o delegado plantonista da Seccional de Polícia Civil, Herbert Farias Júnior.

Segundo oitivas realizadas pela autoridade policial, Gemerson sofreu tortura e agressões dentro do banheiro, onde foi amordaçado, teve os pés e mãos amarrados, em seguida espancado. O detento tambem passou por sessões de afogamento em um balde com água.

Os acusados são Diego Mário Vale da Silva, Leonardo Correia e Marcelo William Silva Campos, que seriam integrantes da facção Comandante Vermelho. A vítima seria de outra facção, intitulada CCA.

Colaborou Bena Santana

RG 15 / O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *