Bocão Ed. 1284

SESPA X JUSTIÇA

Continuam chegando à mesa deste colunista, denúncias quanto à falta de atendimento da SESPA. A única alternativa que os pacientes têm é acionar a Justiça, e mesmo assim, fornecimento de medicamentos e transferências de pacientes obtidos por decisão judicial, não são cumpridos. A gravidade do caso requer mais atenção das autoridades, uma vez que, vidas estão em jogo, tendo como cenário o balcão judiciário, que historicamente sofre com a grande demanda de processos.

SESPA X JUSTIÇA 2

De acordo com pacientes, a SESPA não está disponibilizando sequer medicamentos básicos, tais como, a insulina para os diabéticos. Outros tipos de tratamento, frequentemente, são prejudicados pela falta de remédio, como noticiamos aqui, em novembro do ano passado, que pessoas com tuberculose e leishmaniose, há mais de meses, estavam sem a medicação referência para o tratamento.

SESPA X JUSTIÇA 3

É difícil a situação daqueles pacientes que não têm condição de adquirir remédios. Ao procurar o órgão, não recebem a atenção necessária; tão pouco, informações sobre suas demandas. O Ministério Público tem que investigar o que está ocorrendo, e cobrar a solução. Ou estou enganado ao afirmar que segundo a Constituição no seu Art. 196: “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem a redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.”

POLÍCIA RODOVIÁRIA ESTADUAL

Nesta nota quero chamar atenção dos representantes da Segurança Pública do estado. Santarém e região têm em seus territórios várias rodovias estaduais, as PA’s de modo em geral são motivo de preocupação para aqueles que dela precisam, mas precisamente nas questões de infraestrutura, – na verdade na falta de infraestrutura – e na segurança. Portanto, já passou do tempo, de se constituir em nossa região, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

POLÍCIA RODOVIÁRIA ESTADUAL 2

A necessidade fica latente a cada dia. A Rodovia Santarém Curuá-Una, por exemplo, ganhou o título nefasto de “Rodovia da Morte”. É crescente o número de acidentes de trânsito que quando não resultam em vítimas fatais, ocasionam em fraturas e até amputações. A PA – 457, que liga Santarém a Alter do Chão, também tem chamado a atenção, como a morte ocorrida no primeiro dia do ano, cuja vítima foi um jovem de 24 anos. Citam-se ainda PA-431 que liga Mojuí dos Campos à BR-163, na comunidade de São José e a PA-255, conhecida como Santarém-Monte Alegre, que faz a ligação entre o distrito portuário de Santana do Tapará, em Santarém, a cidade de Monte Alegre.

POLÍCIA RODOVIÁRIA ESTADUAL 3

Essas rodovias também são rotas do tráfico de material entorpecente, bem como de arma. Utilizadas pela criminalidade para fugas. Transporte irregular de carga, como por exemplo, de madeira, passa despercebido. Em Monte Alegre, anualmente contabiliza-se mortes decorrentes de colisões com animais na pista. O trabalho da Polícia Rodoviária Estadual contribuiria em muito para melhoria deste cenário. Em Santarém, na BR-163, onde existe a atuação efetiva da Polícia Rodoviária Federal (PRF), é comum a prisão de pessoas por tráfico de drogas ou foragidos da Justiça, bem como de motoristas que teimam em cometer irregularidades, misturando bebida com direção. Então, fica a dica para as autoridades estaduais, que poderiam implementar a sugestão, com o objetivo da prática do bem comum.

TÍTULOS MINERÁRIOS

Empresários do setor de minério do estado do Pará estão procurando seus direitos sobre possíveis arbitrariedades e ilegalidades decorrentes da atuação do antigo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Um dos casos que chegou ao Ministério Público Federal (MPF) foi da empresa GS Extração e Comércio de Areia Ltda. De acordo com a denúncia, os agentes do referido órgão atuante, teriam deixado de averiguar lavra ilegal de minérios, bem como emitido títulos minerários sobre áreas prioritárias, em violação ao direito de preferência da referida sociedade empresária.

TÍTULOS MINERÁRIOS 2

A investigação está sendo realizada no bojo do Inquérito Civil nº. 1.23.003.000010/2019-83, instaurado pelo MPF a partir do Procedimento Preparatório de mesmo número, para promover ampla apuração dos fatos noticiados. O antigo DNPM será ouvido para apresentar as alegações quanto à denúncia. O Departamento já possui investigação sobre caso parecido, inclusive envolvendo o deputado Federal José Priante.

TÍTULOS MINERÁRIOS 3

De acordo com as investigações que estão no Supremo Tribunal Federal (STF), Priante é investigado por possível envolvimento num esquema de corrupção. O parlamentar teria indicado servidores que foram presos acusados de cobrar propina para favorecer mineradoras. Na época foram encontradas irregularidades em 67 processos minerários. De acordo com as investigações, o esquema funcionava da seguinte maneira: empresas que já tinham autorização para pesquisar uma área não conseguiram renovar o pedido para continuar o trabalho. Funcionários do DNPM manobravam para impedir a renovação e liberavam as mesmas áreas já mapeadas para concorrentes.

TÍTULOS MINERÁRIOS 4

Conforme apontou as investigações, no ano de 2014, um funcionário do DNPM pediu 30 mil reais para aprovar uma autorização. O servidor escreveu o pedido em um papel, com o seguinte texto: “para emitir a licença precisa de um valor político”. Com a justificativa de que era ano de eleição. Em operação policial denominada ‘‘Grand Canyon’’ foram presos o então superintendente do DNPM no Pará, o procurador do órgão e o ex-chefe do departamento. Ainda de acordo com as investigações, todos eles haviam sido indicados aos cargos pelo deputado federal José Priante. O aprofundamento das investigações levou ao surgimento do nome do deputado federal José Priante como envolvido em esquema de corrupção no DNPM e como ele tem prerrogativa de foro, a Justiça Federal encaminhou a denúncia para o Supremo Tribunal Federal onde foi aberto inquérito para apurar a participação do parlamentar.

SALÁRIOS DOS VEREADORES

Sinceramente, tenho um posicionamento diferente quanto ao aumento de subsídios dos vereadores de Santarém.  É claro que em momentos de crises, a contenção de despesa é sempre necessária. Porém, entendo que somente ‘mal dizer’ da elevação salarial dos parlamentares é querer tampar o sol com a peneira.

SALÁRIOS DOS VEREADORES 2

Elaborar uma campanha, fazer baixo assinado é somente uma maneira de tentar acalentar nossos corações, diante de um desafio maior que é fortalecer a democracia, com a conscientização do eleitorado sobre a importância do voto. Conscientizar, que vender voto, barganhar favores e troca-troca em detrimento de optar por uma pessoa capacitada para exercer a função de vereador, é jogar no lixo um direito, capaz de mudar realidades.

SALÁRIOS DOS VEREADORES 3

Temos quadro, pessoas altamente capacitadas em nossa cidade, que merecem nosso voto. Trabalhando com competência, certamente merecerão os salários, que rapidamente serão transformados em investimento, perante a opinião pública, pois de fato estará contribuindo com uma Santarém melhor. Se o pensamento for “os vereadores que estão lá não merecem, por isso vamos reduzir”, vale lembrar que, se estão lá, é devido ao voto.

SALÁRIOS DOS VEREADORES 4

É preciso ir além do voto, cobrar ações de transparência e eficiência na aplicação dos recursos advindo dos contribuintes. Que tal, uma campanha para criação de Conselho de Ética e Transparência, para acompanhar de perto as ações dos órgãos públicos municipais, bem como cobrar a implementação de políticas públicas em prol da comunidade. Aí sim, uma atividade consciente.

Por: Edmundo Baía Jr.

16 comentários em “Bocão Ed. 1284

  • 14 de janeiro de 2020 em 08:25
    Permalink

    CADE VCS DELEGADOS DE POLICIA DE SANTAREM AINDA NÃO COLOCARAM A MÃO NO PRIMO DO CADAVER CHAMA´SE PIERRE E MULHER VENDE DROGA NA CARA DE PAU NO CARNAVAL SABADO NO BAR DO DIJAVAN QUE FICA EM FRENTE ONDE TEM PAGODE TODOS OS DOMNGOS PERTO DO COLEGIO ALVARO ADOLFO OK

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 11:59
    Permalink

    cade vão tirar os gatos do bairro jaderlandia ou não em todas ruas existir EQUATORIAL ENERGIA se não ir ou tomar outras providencias indo MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL E ESTADUAL, EU COMO MORADOR PAGO UM ABSURDO.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 11:25
    Permalink

    Acho incrível a capacidade de alguns políticos de ver a situação da população como está e, simplesmente, não fazer algo para a melhoria de todos, mas sim continuar buscando benefícios para si. Não entra na minha cabeça esse total descaso com a população e a cara de pau que eles têm em pedir e prometer uma variedade de coisas quando estão em época de eleição. Temos que acorda URGENTEMENTE, mas é difícil por causa da natureza humana. O instinto acaba nos mandando ser individualistas, podemos até pensar no todo, mas sempre acabamos fazendo o que é melhor para nós mesmos.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 11:21
    Permalink

    O objetivo final da política, estou falando da política num todo, deveria ser o bem comum de todos. Destruíram a verdadeira política por interesses pessoais, porquê, agora, o político tem trilhões de benefícios e é exatamente isso que todos querem. Posso estar errado em generalizar, mas, nos tempos de hoje com todas as notícias sobre corrupção e carteiradas que os políticos fazem, o interesse mudou e o bem comum deixou de existir, dando espaço, assim, ao interesse único e pessoal do próprio político e sua família, amigos, enfim, todos que estão realmente ao seu redor. Para mim, deveríamos criar punições MAIS SEVERAS para aqueles que desviarem do caminho certo, que é o bem comum, começando com a EXTINÇÃO da delação premiada que, para mim, é só mais um método de se “safar” da pena.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 10:54
    Permalink

    Estou de acordo com o colunista quanto a instauração da Polícia Rodoviária Estadual. A demanda é, realmente, grande e extremamente necessária. Com a fiscalização muitos motoristas que insistem em se manter na irregularidade passariam a pensar duas vezes em continuar assim, teríamos um combate maior ao tráfico e de foragidos. É necessária e urgente.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 10:46
    Permalink

    Essas denúncias quanto ao atendimento da SESPA…
    Só vou dizer uma coisa: o nosso prefeito é médico.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 08:30
    Permalink

    Seria um sonho ver nossa cidade arrumadinha, asfaltada com água e esgoto, nossa íamos virar um polo turístico fortíssimo. Quem sabe nossos tataranetos vejam aquilo que tanto sonhamos para a Perola do Tapajós. Quem sabe um dia!

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 08:22
    Permalink

    Elevar o salario dos parlamentares ? Meu Deus . . . o que eles fazem com tando dinheiro.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 08:17
    Permalink

    Estrada de Alter do chão com buracos ninguém merece, a cidade estava cheia em dezembro e ainda está, período de ferias. Tem muita gente de fora aqui, e sinto vergonha de apresentar para o Brasil/Mundo uma cidade tão mal cuidada.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 08:08
    Permalink

    Asfalto é necessário a falta dele traz além de problemas de locomoção, sujeira e até problemas de saúde. É poeira o tempo todo, a mulher em casa passar pano todos os dias e um das minhas filhas está tendo crises de bronquite.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 07:59
    Permalink

    A situação da saúde em nossa cidade é vergonhosa mesmo, falo e repito para quem quiser ouvir. Tendo um prefeito medico, pior ainda… É aí que vemos a motivação do cidadão que elegemos.

    Resposta
  • 10 de janeiro de 2020 em 07:06
    Permalink

    FUI A NOVA REPUBLICA NA PASSAGEM BEIJA FLOR UMA VERGONHA PARA NOS SANTARENOS BURACO ESTÁ QUASE TOMANDO UMA CASA E CADE NOSSOS POLITICOS E TAMBÉM NA ROXINÓ TRAVESSANDO A TANCREDO NEVE NA NOVA REPUBLICA E ESTÃO A 10 DIAS SEM ÁGUA, VOCES POLITICOS QUE VÃO TENTAR SE REELEGER PARA VEREADOR E TAMBÉM PREFEITO TOMAM VERGONHA E VÃO VE A NOVA REPUBLICA COMO É QUE SANTAREM QUER SER ESTADO NÃO TEM NADA PARA SER.

    Resposta
  • 9 de janeiro de 2020 em 18:31
    Permalink

    É uma vergonha esses nossos parlamentares. Já ganham suficientemente bem. Alguns não fazem um mínimo para merecer os votos que recebem e ainda querem cobrar mais em favor próprio.

    Resposta
  • 9 de janeiro de 2020 em 18:28
    Permalink

    Todo tempo essa mesma sina na saúde nesse estado. Em tempos de campanha todo mundo promete e apresenta mil soluções.

    Resposta
    • 10 de janeiro de 2020 em 08:52
      Permalink

      Eu acho que eles só prometem, mas não apresentam e não executam nenhuma solução.

      Resposta
  • 9 de janeiro de 2020 em 18:27
    Permalink

    Impressionante o quanto esses governos banalizam a saúde nesse país.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *