“Maníaco de Marituba” é apreendido após fazer quatro vítimas e matar uma mulher

A polícia apreendeu neste domingo (12) um adolescente suspeito de ser o “Maníaco de Marituba”, acusado de envolvimento no desaparecimento de mulheres na Grande Belém. O caso vem chamando atenção da população, nas redes sociais.

A operação chegou ao acusado através de denúncias anônimas e investigações em torno do desaparecimento de cinco jovens, sendo que uma delas, identificada como Samara Mescouto, desaparecida desde sexta-feira (10), foi encontrada morta em um terreno próximo onde o adolescente reside.

O acusado foi localizado na própria casa, na estrada da Pirelli, localizada em Marituba, Região Metropolitana Belém.
Samara é sobrinha do delegado Eder Mauro, que falou ao DOL sobre a operação que envolveu Policia Civil, DRCO e a Seccional de Marituba. Ele também concedeu uma entrevista exclusiva ao repórter Denilson D’Almeida, do DIÁRIO, que você pode ouvir aqui.

“Hoje pela manhã entramos na mata de Marituba desde as primeiras horas da manhã e encontramos calcinhas e roupas espalhadas. As vítimas eram atraídas para atividades e acabaram sendo estupradas e depois mortas”, relatou.
As vítimas tinham em comum o fato de trabalharem realizando procedimentos estéticos. Elas eram contratadas para fazer os serviços na casa de um cliente, e marcavam o ponto de encontro em Marituba. Após saírem para o serviço, desapareciam.

Eder Mauro conta ainda como chegou aos envolvidos. “Localizamos uma moto e uma bicicleta e invadimos a cara de um dos acusados, que confessou os crimes e nos passou sobre o segundo suspeito”. O segundo homem, que não teve a identidade revelada, foi levado a delegacia para prestar esclarecimentos. Ele ainda não é considerado suspeito e não foi preso.

Ainda sobre o caso, Eder Mauro encontrou um dos corpos das vítimas, do de Samara, atrás da casa de um dos acusados. “Encontramos um corpo aqui no local e já estamos no aguardo do IML para realizar o trabalho de remoção e investigar detalhes sobre o caso”, completou.

Através das redes sociais, o governador do Estado, Helder Barbalho, comentou sobre a urgência de investigação do caso e comentou sobre a equipe da polícia que estava realizando diligências no local.

Entre as cinco garotas, uma segue internada no Hospital Metropolitano, outra foi encontrada e duas seguem desaparecidas.

Fonte: Dol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *