Exclusivo – Paciente com suspeita de coronavírus em Santarém

De acordo com informações obtidas com exclusividade pela reportagem de O Impacto, uma paciente norte americana, que chegou a Santarém em navio cruzeiro, está internada no Hospital da Unimed Oeste do Pará, em Santarém, com quadro de pneumonia grave.

Apesar de não haver um diagnóstico preciso, não está descartada a suspeita de coronavírus. A paciente encontra-se na sala de reanimação, isolada dos demais pacientes.

Segundo o médico Alberto Tolentino, presidente da Unimed Oeste do Pará, foi orientado aos colaboradores que adotem os protocolos de saúde recomendados pela OMS e Ministério da Saúde, tais como uso de máscaras cirúrgicas e higienização das mãos.

O médico informou ainda a nossa reportagem, que uma profissional infectologista analisa o caso.

Nota: A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) esclarece que a informação não procede. Não há registro de nenhum caso suspeito de coronavírus no Pará.

Contraponto: O Jornal O Impacto publicou a informação baseada  em documento (que não será divulgado, devido o direito de proteção à fonte), que comprova,  que a paciente em questão, ao dar entrada na unidade hospitalar, tinha a suspeita, tanto que o procedimento correto do hospital, foi que os colaboradores implementassem as orientações da OMS e MS para casos suspeitos de coronavírus.

Há de ressaltar, que na matéria não se falou em caso confirmado, mais sim em suspeito. No Brasil, a imprensa já noticiou 16 casos suspeitos. Atualmente, até a publicação desta nota, depois de 5 casos com resultados negativos, 11 ainda constam como suspeito.

De acordo com o Ministério da Saúde, para um caso suspeito ser retirado deste categoria, somente quando os resultados são negativos, em três exames consecutivos, em laboratório especializado. Até semana passada, os exames eram realizados somente no Laboratório da Fiocruz. Agora, o Laboratório Evandro Chagas, em Belém, passou também a realizar o procedimento.

Se não havia suspeita, porque da orientação aos funcionários da unidade hospitalar? porque o acionamento da equipe de vigilância em saúde do município?

O Impacto entende, que ao se falar no caso em questão, em hipótese, mesmo que a suspeita fosse de apenas 1% para caso de coronavírus, procedimentos teriam que ser adotados, e graças a Deus, foram. Devidamente acionados, os órgãos descartaram suspeita, mesmo, ao que parece, sem ter em mãos,  exames negativos ao coronavírus.

Uma conduta ou nota assertiva, seria no sentido da Sespa informar a população,  que equipes de profissionais foram mobilizadas sobre um caso suspeito, e depois de intenso trabalho e busca de diagnóstico, o caso foi descartado. Sendo assim, não houve a necessidade de contactar as autoridades nacionais.

Concluímos, reafirmando o nosso compromisso de dedicação para manter bem informados, os milhares de leitores que visitam diariamente o site de O Impacto.

*Texto atualizado às 15h30, de quarta-feira( 5), para acréscimo da nota da Sespa e contraponto de O Impacto.

 

RG 15 / O Impacto

6 comentários em “Exclusivo – Paciente com suspeita de coronavírus em Santarém

  • 6 de fevereiro de 2020 em 07:20
    Permalink

    Somente para atrair leitores com um tema desse.

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2020 em 10:17
    Permalink

    Abram os olhos e acabem com essa briguinha tola. O problema é muito mais grave e é de interesse mundial, a ganância por dinheiro não pode valer a vida de milhares de pessoas, Santarém não deveria aceitar turistas a menos que o Cruzeiro todo fosse analisado quanto a presença ou não do vírus. Na atual situação nenhuma hipótese pode ser descartada, mas como li lá em cima O brasileiro só pensa em dinheiro, como se mover uma ação fosse resolver o problema, certeza absoluta que o casal norte americano em nenhum momento achou errada a preocupação da unidade de Saúde. Espero sim que a hipótese seja descartada e que Deus nos livre dessa pandemia.

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2020 em 08:51
    Permalink

    Carlos deixa de ser burro e anta, é dever deles informar a população, ou tu acha que a população deve ser a última a saber de tudo e só saber só quando o vírus estiver batendo à sua porta? Tem que informar mesmo. Qualquer caso de pneumonia aguda e crônica é um caso muito suspeito sim, ainda mais sendo americano vindo em navio de cruzeiro, ninguém anda adoecendo em navio assim, e se ele de fato estiver contaminado, quantos será que ele não contaminou neste navio que desembarcaram junto com ele em Santarém? e quantos não vão passar carnaval em Santarém? E você ainda acha pouco divulgar na mídia? Há meu ver tinha que ter colocado todo mundo do navio em observação por um período de 14 dias ou mais.

    Resposta
    • 5 de fevereiro de 2020 em 09:29
      Permalink

      Ola Flavio, eu estava com a equipe medica, qdo deixei o hospital, ja estava descartada a hipotese do corona, e depois saiu essa materia! Eu ja sabia de ante mao que nao era, e por isso achei desnecessaria tal materia! Nao saia chamando de burro quem vc nao conhece!

      Resposta
  • 5 de fevereiro de 2020 em 01:22
    Permalink

    Estou com medo, apesar do diagnóstico ainda não estar concluído. Trabalho no HRBA, e sei que nós tbem temos grandes chances de receber pacientes suspeitos.

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2020 em 00:46
    Permalink

    Nada a ver essa reportagem! Acho que esse casal norte americano deveria mover uma açao por danos morais a Unimed Santarem e ao Medico que teve essa atitude amadora ao se reportar a midia dessa forma!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *