Prefeitura de Rurópolis é alvo do MP sobre possível arbitrariedade na convocação de concursados

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) está averiguando denúncia sobre possíveis arbitrariedades da prefeitura de Rurópolis, que em detrimento de pessoas aprovadas em concursos público, continua mantendo em seu quadro, pessoas contratadas em caráter temporário.

O mas grave, de acordo com o denunciante, em especial as convocações para área da saúde, mesmo pessoas eliminadas ou em colocação muito distante no concurso público 001/2019 permanecem atuando na área da saúde, sendo recontratadas.

Conforme o relato que chegou ao MPPA, muitos dos convocados no Concurso Público para área da saúde, não tomaram posse. Sendo que existe uma lista grande de aprovados no referido certame que podem ser chamados, portanto, não havendo necessidade da manutenção de contratados. Os denunciantes revelam ainda que houve uma reunião onde se determinou quem ainda permaneceria na pasta da saúde, ainda que não aprovado no concurso ou em colocação distante. Cita por exemplo, que para o cargo de educador físico, que está vinculado à pasta da saúde, vem atuando uma pessoa, que já era contratada e permanece com contrato, mesmo com lista de aprovados no concurso, sem do que até o momento a prefeitura não chamou ninguém para o referido cargo.

Nos próximos dias, os promotores de Justiça devem solicitar esclarecimentos junto a prefeitura e as secretarias, que deverão assim apresentar manifestação quanto a denúncia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *