Projeto “Horta na Escola” estimula hábito alimentar saudável em Santarém

Todos sabem que uma boa alimentação é essencial desde a primeira infância para que a criança tenha um bom desenvolvimento, tanto no aspecto físico quanto no mental, além de prevenir problemas de saúde. Pensando no cuidado com a alimentação das crianças da rede municipal de ensino e buscando incentivar hábitos alimentares saudáveis, a Prefeitura de Santarém desenvolve o projeto “Horta nas Escolas”.

O projeto implantado no ano passado faz parte das ações da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) através do Núcleo de Incentivo à Produção Familiar (Niprof) em parceria com a empresa privada Cargill. A ação valoriza o cultivo e estimula o crescimento saudável dos estudantes da rede municipal, já que os alimentos são consumidos na merenda escolar.

A iniciativa trabalha em três eixos principais: o ambiental, o gastronômico e o pedagógico. O objetivo é implantar hortas em todas as unidades educacionais da rede municipal para que as crianças tenham contato com o tema dentro da sala de aula e aprendam, na prática, sobre alimentação saudável, preservação ambiental e valores como organização, responsabilidade, e respeito à natureza.

Dede a sua criação o projeto já beneficiou 18 escolas municipais tanto na zona urbana quanto na rural, sendo: César Simões Ramalheiro (Área Verde); João Batista Mileo (Urumari); Paulo Rodrigues (Floresta); Eilah Gentil (Santarenzinho); Fernando Guilhon (Maracanã); Frei Juvenal (Nova Vitória); Hilda Mota (Prainha); Padre Manoel Albuquerque (Prainha); Dom Lino Vombommel (Novo Horizonte); União Libertadores (Santarenzinho); Irmã Leodgard (Uruará); São Sebastião (Estrada Nova); Frei Gilberto Wood (Vila Curuai); Treze de Maio (Soledade); São Sebastião (Mentai); Presidente Humberto Castelo Branco (Vila Socorro); Ambrósio Caetano Corrêa (Inanu) e Nossa Senhora de Nazaré (Curi), além de um Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) do Bairro Nova República.

Atualmente, a equipe técnica do Niprof atua na Comunidade Arapixuna. De acordo com o coordenador, Eliseu Ramos, o projeto melhora a qualidade da alimentação dos alunos, com benefícios também para a comunidade local. “O objetivo é que as crianças tenham um hábito alimentar saudável que vá além da escola, chegando dentro da própria casa. E mostrar que isso não é só para hoje, e sim para o futuro. Queremos contribuir para uma geração de crianças e adolescentes mais bem alimentados, conhecedores dos alimentos saudáveis e adequados para sua vida”, disse.

Ao participarem do processo de cultivo e do cuidado com a horta, os alunos passam a conhecer os alimentos, de onde eles vêm, seus benefícios e os nutrientes necessários para o crescimento deles, permitindo a interação e debates dos temas na sala de aula.

A diretora Elineth Pimentel da escola Hilda Mota, uma das beneficiadas, relata que a junção da teoria e prática é de extrema importância para potencializar o processo de aprendizagem, por isso, o trabalho desenvolvido na horta vai para dentro da sala de aula, estimulando o desenvolvimento mental dos alunos, por meio de atividades pedagógicas, como a produção de textos, desenhos e outros. “Os alunos gostam de cuidar da horta e adoram a comida servida aqui na escola. Os pais dos alunos também gostaram muito desse projeto”, contou.

A valorização do alimento das hortas escolares é uma das preocupações da atual gestão municipal, por isso, o projeto se estenderá a outros educandários, buscando incentivar os hábitos saudáveis, aguçando neles a curiosidade de comer os alimentos que eles próprios plantam e cuidam dentro da escola, por meio de práticas pedagógicas desenvolvidas pelos professores de diversas disciplinas.

Por Agência Santarém

RG 15 / O Impacto

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *