Artigo – A Economia Boneco Inflável

Por Oswaldo Bezerra

No filme “Apertem os cintos! O piloto sumiu!” os personagens se perturbam ao perceber que o piloto automático era, na verdade, um boneco inflável. Na vida real também é perturbador quando percebermos pessoas substituídas por bonecos infláveis. Foi o que aconteceu em restaurantes nos EUA e na Alemanha. Alguns manequins foram colocados em mesas alternadas para promover o distanciamento social.

Para algumas pessoas, com senso de humor, os bonecos são clientes falsos e criam a ilusão que há demanda nos restaurantes. Isso gera também uma analogia para a Economia moderna. É quando o sistema financeiro cria uma mentira que é contada com intenção de enganar.

Até os anos noventa, o mercado de ações era regido pela Lei da oferta e demanda. Quanta mais compras de pessoas e empresas reais de uma determinada ação forçava o aumento de seu valor. Quanto menos interesse despertava mais caia seu preço.

Na Economia moderna a demanda passou a ser criada artificialmente. É feita com uma injeção, pelos Bancos Centrais, de quantidades enormes de dinheiro Fiat (o dinheiro sem lastro como o Dólar, o Euro ou o Real, por exemplo) grátis para recompra de ações. Os acionistas acabam por investir de acordo com demanda não genuína, acabam fazendo maus investimentos. Nasce assim uma economia disfuncional que é a “Economia do Boneco Inflável” gerada por bonecos que não consomem de verdade.

Dos restaurantes da Alemanha, que usaram bonecos na mesa, veio a expressão que é possível que clientes mudos e sem vida possam arruinar a comida. Os bonecos não podem comer, não podem consumir, nem gerar negócio e o dinheiro não circula. A analogia nos faz perceber como é perturbador este mundo de “Economia de Boneco Inflável”.

Imagine um restaurante cuja metade das mesas estão ocupadas por bonecos infláveis (que não geram dinheiro ao restaurante). O equivalente a estes bonecos, no restaurante, são o subministro de dinheiro dos Bancos Centrais nas bolsas, para criar falsa demanda. Mais da metade da atividade econômica hoje no mundo são como este boneco mudo e sem vida que não circula dinheiro, sentado na mesa do restaurante.

Um exemplo clássico deste boneco inflável é a indústria norte-americana de faturamento hidráulico, que levou o país a ser o maior produtor de petróleo do mundo, mas sem nunca ter gerado um centavo de lucro. Outro exemplo, é quando a Reserva Federal norte-americano compra títulos cotizados. É o mesmo tipo de economia falsa e perturbadora.

A solução para normalizar a economia seria deixar de inundar o mundo com dinheiro Fiat. Ao contrário, a reposta dos Bancos Centrais para isto foi continuar gerando mais desse dinheiro.

Gráfico 1- Subministro de dinheiro da Reserva Federa

No gráfico 1 podemos ver a quantidade gigantesca de dinheiro dada pela Reserva Federal durante as crises de 2000, 2008 e agora em 2020. A cada nova crise, que se torna pior com o tempo, a quantidade de dinheiro grátis para banqueiros e mercado de ações são em maiores quantidades. Este dinheiro cria a falsa impressão de que a economia é um restaurante cheio de clientes e que estão pagando pelos pratos mais caros.

Gráfico2 – Reserva de dinheiro M2 X Velocidade Monetária

No gráfico 2 temos a ideia exata do que realmente acontece. Ao contrário do dinheiro M2 (depósito em dinheiro no mercado), a velocidade do dinheiro vem morrendo desde 1999. Ou seja, o restaurante vem perdendo cada vez mais consumidores de carne e osso, que consomem e pagam pelo prato de comida. Ao contrário, o restaurante tem cada vez mais cliente tipo boneco inflável que não gera negócio para ganho de dinheiro.

Enchendo cada vez mais o restaurante com bonecos infláveis o governo tenta dar impressão que a Economia está cada vez maior. Isso vai contra as Leis Econômicas. Claro, um dia o restaurante quebra.

Mais um exemplo deste engodo do sistema financeiro observamos hoje, foi a caída de preço do bitcoin. O que houve na verdade foi uma migração em massa de especuladores para o mercado de ações. O mercado de ações teve um crescimento devido as notícias da imprensa norte-americana de que a Moderna, empresa de Bil Gates, estava muito, muito avançada no desenvolvimento da vacina contra o corona vírus.

Infelizmente, a imprensa polarizada dos EUA em meio a uma eleição que está se travando como uma verdadeira guerra civil, entre democratas e republicanos, não está inspirando muita confiança.

Quando as primeiras notícias saíram na imprensa norte-americana sobre o sucesso da vacina de Gates, as ações da Moderna pularam 24%. Desde o início do ano as ações desta empresa já cresceu 200%. Recebeu bilhões da Reserva Federal para criação da vacina e com a promessa de sua finalização nos próximos meses suas ações disparam.

As vezes para se ter uma informação mais verdadeira nos EUA é preciso se abastecer com o conteúdo dos chamados “outsiders”. Foi assim, através de uma entrevista de Robert Kennedy Jr., é que soubemos que todos os testes da vacina da Moderna foram catastróficos. Todos os macacos morreram.

Os investidores ainda não tiveram tempo para digerir que esta vacina não sairá tão cedo. Um ex-diretor da Moderna é o chefe da Missão Cientifica de Vacinas da Casa Branca o que demonstra mais uma faceta da “Economia de Boneco Inflável”

Rg15/O Impacto

Um comentário em “Artigo – A Economia Boneco Inflável

  • 23 de maio de 2020 em 15:40
    Permalink

    Cloroquina é a solução !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *