Após realizar vários assaltos em Santarém, bandido morre em confronto com a PM

Mauricio Braga dos Santos morreu na madrugada de domingo (31), após trocar tiros com uma guarnição da Polícia Militar, na comunidade do Perema, região de Planalto, em Santarém.

De acordo com informações, horas antes, ele e um comparsa realizaram diversos assaltos nos bairros e comunidades às margens da rodovia Santarém/Curuá-Una.

Uma das vítimas teve a motocicleta roubada pelos criminosos. Acionada, à PM conseguiu prender um dos bandidos no bairro Vigia. Em continuidade às diligências, os militares localizaram Maurício em uma residência, no ramal da Granja, na comunidade do Perema.

O cerco policial foi realizado, porém, o criminoso não atendeu a voz de prisão, realizando disparos de arma de fogo contra os homens da lei, que na defesa da própria vida, revidarem a injusta agressão, conseguindo alvejar o suspeito, que foi socorrido e encaminhado ao Pronto Socorro Municipal, onde evoluiu a óbito.

“Não há interesse da Polícia Militar em tirar a vida de alguém. A gente trabalha para resguardar a segurança e integridade física, porém, o indivíduo procurou esse fim, tentou contra a vida da guarnição, e teve o fim que procurou”, informou o tenente da PM Arthur, do 35º BPM.

A operação resultou na recuperação de 2 motos roubadas, além de diversos celulares. Duas armas de fogo foram apreendidas.

Foram apresentados pela PM na 16ª Seccional de Polícia Civil, dois adultos e um adolescente, suspeitos de integrarem a quadrilha de assaltantes.

Maurício possuía várias passagens pela polícia. Na Comarca de Prainha, o mesmo responde pelos crimes de furto qualificado, roubo e lesão corporal grave.

RG 15 / O Impacto

3 comentários em “Após realizar vários assaltos em Santarém, bandido morre em confronto com a PM

  • 1 de junho de 2020 em 13:57
    Permalink

    Na matéria, uma sugestão, deveriam por a idade do Maurício . Serve pra esfregar na cara de todo mundo ,principalmente da garotada que ACHA que o crime compensa . O que sempre digo , o fim de quem escolhe a criminalidade é a morte precoce, cedo ; ou pelas mãos da polícia, ou pelas dos próprios comparsas, ou pelas mãos de bandos concorrentes ou pelas de alguém da sociedade… Não SE ILUDAM com o crime . Quem quer ser bandido no Brasil, fazer carreira, fazer fortuna e ainda ter uma penca de pucha saco no pé massageando seu ego fuleiro (infelizmente a realidade mostra), tem que entrar pra política . Garotada pobre, que tem sangue BOM, quer sair da pobreza e dar uma vida de rainha e rei para seus pais , cônjuge… O caminho é ESTUDAR , TRABALHAR EM QUALQUER TRABALHO LÍ-CI-TO , se esforçar, plantar agora… fazer uma faculdade , ou se não gosta de estudar, (ANTIGAMENTE NÃO SE TINHA AS OPORTUNIDADES QUE SE TEM HOJE PRA FAZER UM CURSO DE NÍVEL SUPERIOR, HOJE SÓ NÃO ESTUDA QUEM NÃO QUER) , então é isso , se NÃO gosta de estudar , faz um CURSO técnico no Senai, Senac…na área que gosta , tem de mecânico, jardineiro, costureira , cozinheiro… METE A CARA, PORRA!! Conheço gente que faz doce, isso mesmo, doce,bolo, salgadinho que começou vendendo de porta em porta e que atualmente tem buffet, GANHA DINHEIRO (Dinheiro!) , mora numa cobertura em Belém, nas férias viajava sempre para o exterior com sua família… essa pessoa era pobrezinha, não gostava de estudar mas gostava de cozinhar , então fez cursinho técnico, se preparou , se esmerou esforçou, se sacrificou quando jovem e agora É RICA ! O mal de muitos jovens é se iludir, imaginar que dinheiro vai cair do céu, que vai virar bandido fodão … que vai se dar bem e está aí o arrasador resultado: rapaz era pra estar vivo mas escolheu TUDO ERRADO, foi abatido a tiros. É ISSO O QUE VAI ACONTECER COM QUEM ESCOLHER A CRIMINALIDADE .

    Resposta
    • 1 de junho de 2020 em 14:14
      Permalink

      Um dos homens mais ricos de Santarém era o Sr. Joaquim da Costa Pereira, ele era muito amigo de meu pai …amigos de antigamente é diferente dos de hoje , antigamente tinham palavra , consideração, um queria ver o outro BEM, etc. . Eles tinham muitas afinidades . Seu Joaquim não tinha formação superior mas tinha o mais importante: honestidade e vontade de vencer , não tinha medo de trabalho! Seu Joaquim tinha uma vida de um verdadeiro rei , e deu uma vida de rainha pra dona Vera ,e de príncipes e princesas para todos os seus filhos ! Seu Joaquim morreu e deixou uma herança MILIONÁRIA pra seus filhos. Herança construída sobre DÉCADAS DE TRABALHO HONESTO, DE SACRIFÍCIO, DE ECONOMIA … Lembro : ele não tinha formação superior mas tinha o mais importante: era honesto, trabalhador e tinha um bom coração.

      Resposta
  • 1 de junho de 2020 em 13:03
    Permalink

    Menos 1 pra disputar respirador com pai de família

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *