Vereador repudia Governo do Estado sobre situação que tirou respiradores de Itaituba

“Cada dia que passa mais me decepciono mais com nossos governantes. A falta de compromisso é tão grande que isto tem causado revolta na gente. Em plena pandemia, vem acontecendo tanta da coisa no Brasil, no Estado e nos municípios que nos envergonha como agente publico”.

“Quero hoje, abordar a questão do nosso tão sonhado hospital regional de Itaituba. Chega de enganação. Chega de mentira. Chega de promessas. A Obra deste hospital fazem precisamente 8 anos que foi iniciada, com seu funcionamento varias vezes sendo marcada pelo governo passado de Simão Jatene. No ano passado, esta obra foi concluída, porém, os responsáveis pelo projeto esqueceram do local onde iria despechar a água do hospital. O governo atual através da prefeitura efetuou a construção da drenagem para o escoamento desta água que vai ser dirimida no igarapé Oriundo e depois  rumo ao Rio Tapajós”.

“Hoje a parte física está pronta. Recentemente o Governo do Estado contratou o Instituto Panamericano de Gestão IPG pelo período de 6 meses para administrar o hospital regional de Itaituba, pelo montante de R$ 51.000.000,00 (Cinquenta e Um Milhões de Reais). O IPG dias atrás realizou uma seleção para contratar profissionais para trabalharem no hospital. Seleção esta que gerou varias denuncias, inclusive nossa de apadrinhamentos para contratação de profissionais”.

“O Governo do Estado, anunciou por três vezes a inauguração deste hospital, sem conhecer a realidade da situação do prédio. Prometeu funcionar com 10 leitos de UTI. Como, se até hoje ainda não foram  instalados os tubos de oxigênio”.

“Por sua vez o IPG contratou vários profissionais para trabalharem no hospital, porém, ate então para fazer o que, até agora ninguém sabe, pois o hospital ainda não está mobiliado, conforme já vimos nas reportagens mostradas pela imprensa”. 

“O Estado, em parceria com a empresa Hidrovias do Brasil, conseguiu a doação de macas e colchões para equipar o hospital, no valor anunciado pela própria empresa de R$ 3.500.000,00. Ocorre que somente estes equipamentos não são suficientes para o funcionamento do hospital, onde falta tudo”.

“Chegaram 10 respiradores para serem instalados no hospital regional, porém, quero aqui externar meu repúdio pela medida tomada pelo governo do Estado. Pois no último sábado os 10 respiradores foram levados para o Hospital de Campanha de Santarém, deixando nosso hospital sem nenhum respirador e com a promessa de trazer de volta quando fosse instalado a rede de oxigênio no hospital Regional de Itaituba. Também há promessa de que até sexta feira desta semana irão chegar mais 10 respiradores em Itaituba”.

“Nós precisamos em Itaituba de UTI para salvar vidas. Com a ida desses 10  respiradores para Santarém, Itaituba conta apenas com 4 respiradores instalados na UPA, e dois que foram mandados para consertar em Santarém. Como atender os casos graves com apenas 4 respiradores?”

“Lamentamos esta atitude do Governo do Estado. Deveria, em vez de levar os respiradores para Santarém, agilizar a instalação no hospital regional ou até mesmo na UPA para salvar vidas. Quem esperou 8 anos não poderia esperar mais 20 dias para instalar estes respiradores. Com tanto que ficasse para atender nossa população”.

“Esta conversa de que vão trazer de volta para Itaituba depois, nos trás o seguinte questionamento: quando e quanta gente vai ter que morrer precisando de respirador?”.

“Outra coisa também, não adianta funcionar somente este momento de pandemia o hospital. Queremos que funcione com média e alta complexidade, que é a função para qual foi construído. Encerro meu pronunciamento nesta manhã com revolta e decepção, pois Itaituba não merece este tratamento E MANIFESTO MEU PROTESTO E REPUDIO pela atitude  tomada pelo Governo do Estado”.

 

RG 15 / O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *