Polícia prende servidor público suspeito de estuprar enteada por 7 anos em Belterra

A violência começou quando a menina tinha nove anos e acontecia sob ameaça de morte

Uma adolescente de 16 anos era abusada desde os nove pelo próprio padrasto, um motorista da Prefeitura de Belterra, oeste paraense. De acordo com informações da Polícia Civil, o funcionário público foi preso na última sexta-feira (28) durante a operação “Sextou”. Ele é acusado de estupro de vulnerável. O crime já vinha sendo cometido há pelo menos sete anos.

As investigações iniciaram no dia 24 de agosto, depois que a polícia recebeu uma deúncia anônima indicando os abusos que a vítima sofria. A adolescente confirmou à polícia que era violentada e chegou a afirmar que, em 2019, ficou grávida em decorrência dos abusos e foi obrigada pelo próprio padrasto a abortar. O abusador também teria obrigado a vítima, sob ameaças de matar a mãe e os irmãos, a jogar o feto em uma fossa. A adolescente ainda relatou a polícia que os abusos eram frequentes e sob forte violência. As ameaças também eram sempre as mesmas.

O mandado de prisão preventiva foi expedido no dia 24, data em que a polícia também conseguiu prender o suspeito. Segundo os policiais, apesar de morar na comunidade de Prainha, zona rural de Belterra, ele foi encontrado em Santarém e não mostrou resistência à prisão. Agora ele está custodiado na Central de Triagem Masculina do Centro de Recuperação Agrícola à disposição da justiça.

Fonte: O Liberal

Um comentário em “Polícia prende servidor público suspeito de estuprar enteada por 7 anos em Belterra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *