PF cumpre mandado em investigação de comércio irregular de ouro em Itaituba

A Polícia Federal de Santarém cumpriu na tarde de quinta-feira (10), mandado de Busca e Apreensão na sede de uma empresa situada no município de Itaituba, visando instruir inquérito policial instaurado para investigação de comércio irregular de minério de ouro, com foco em uma prática vulgarmente conhecida como “Esquentamento de Ouro”.

O esquentamento do ouro consiste na atividade criminosa de fraudar documentação necessária à compra e venda de ouro, acobertando, assim, a origem ilícita do minério.

Essa investigação teve início com o depoimento de uma nacional presa em flagrante pela posse de ouro sem a devida documentação, em 31 de agosto de 2020, no município de Itaituba e conduzida para a Delegacia de Polícia Federal em Santarém.

Em seu depoimento para o Delegado de Polícia Federal, a flagranteada narrou que havia vendido ouro sem documentação, alguns dias antes de sua prisão, para a empresa alvo da busca de hoje, contando ainda que a funcionária da loja havia se oferecido para realizar um cadastro com seu CPF para lhe vincular, irregularmente, como suposta garimpeira e emitir documento falso de origem do ouro.

RG 15 / O Impacto com informações da PF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *