Último suspeito de participar de roubo de 15 kg de ouro se apresenta à Justiça

Apresentou-se na tarde desta sexta-feira, dia 2, ao juiz Rômulo Nogueira de Brito, da 2ª Vara Criminal de Santarém, o Cabo da Polícia Militar Taliandresson Junio Pereira Alves. Ele era o quarto suspeito de participação no roubo de 15 kg de ouro na Vila Arigó, no domingo, dia 27.

Segundo informações preliminares, no mesmo momento em que o Cabo da PM se apresentava à Justiça, a Polícia Militar cumpria mandados de busca e apreensão na residência do acusado.

Após se entregar, Taliandresson Junio Pereira Alves recebeu voz de prisão e foi encaminhado para o Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (CRASHM), onde já estão os demais acusados de participar do crime. São eles: o Cabo da PM Alessandro Rocha de Souza, os sargentos da PM Ivan da Silva Passos e Márcio Costa, e o segurança Francinaldo da Silva.

O ROUBO

De acordo com a Polícia, três pessoas abordaram o veículo em que estava a carga de ouro, se identificaram policiais federais, renderam os funcionários da empresa (que trabalha com manipulação de metais preciosos) e levaram os 15 kg do ouro.

Durante a ação, um dos funcionários da empresa foi levado pelos assaltantes. No entanto, pouco tempo depois, a pessoa conseguiu abrir uma das portas do veículo, pulou, correu e se refugiou em uma residência – que estava realizando um funeral.

Ainda que o roubo tenha sido realizado no domingo, apenas na manhã do dia seguinte que a Polícia foi informada do crime. Após isso, foram iniciadas as investigações que levaram até um funcionário da empresa, que acabou confessando participação no crime e também relatando que havia policiais militares envolvidos.

Ao encontrar o primeiro dos PMs envolvidos no crime, a Polícia o interrogou e ele  acabou entregando os outros três PMs que também participaram do roubo. Com todos identificados, a prisão do segundo PM foi encontrado e recebeu voz de prisão pela autoridade hierárquica superior dele.

Na tarde de quarta-feira, dia 30, um quarto membro da ação criminosa e terceiro Policial Militar se entregou a Polícia. Trata-se do Cabo da PM Alessandro Rocha de Souza, que teria se apresentado ao comando do CPR1 e depois encaminhado para a Seccional de Polícia de Santarém. Ele estava acompanhado de seus advogados.

De acordo com o comandante do CPR1, Aldemar Maué, todos os PMs envolvidos no crime vão responder tanto na esfera penal, como na militar.

RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *