Comerciantes de bairro estão sendo afetados por propaganda invasiva do hipermercado Atacadão

Os comércios de bairro, também conhecidos na nossa região como “tabernas”, fazem parte da vida de todos aqueles que residem em Santarém. Geralmente são locais simples, mas que atendem a variedade das necessidades da população. E o comerciante, por conhecer seus clientes cara a cara e por nome, muitas vezes lhes dá um voto de confiança e permite até que paguem a conta depois, acreditando na boa-fé do freguês ao registrar as compras somente num caderninho.

Não é muito diferente do que ocorre na grande área dos bairros do Santarenzinho, Maracanã e Conquista, nos quais esses estabelecimentos têm história. No entanto, nos últimos tempos, os pequenos comerciantes vêm sofrendo com a concorrência desleal que enfrentam diante dos hipermercados instalados ali no entorno.

E a situação agora está ainda pior, pois segundo reclamações recebidas pela redação do Jornal O Impacto, algumas pessoas que trabalham para o hipermercado Atacadão estão indo distribuir seus panfletos promocionais em frente a esses mercadinhos para os fregueses que de lá estão saindo. Isso não é justo, é uma concorrência desrespeitosa, pois está invadindo o espaço daqueles que têm nas vendas diárias a sua forma de sobreviver.  Os pequenos comerciantes estão indignados com isso, pois não são do mesmo porte para estarem disputando de igual para igual. Um desses comerciantes questiona: porque o Atacadão não manda distribuir aos clientes do Assaí, na garagem deles, que é do mesmo porte e tem cacife para competir de igual para igual?

A população gostaria de saber de onde está partindo o erro, ou seja, qual o critério para a distribuição desses panfletos e quem é que dá a ordem para que sejam distribuídos lá. Queremos saber também se é o hipermercado que está direcionando seus panfleteiros para a frente dos pequenos estabelecimentos, já com o intuito de lhes subtrair os clientes, ou se as pessoas que estão entregando esses panfletos estão apenas mal orientadas.

 Em todo caso, o certo seria ficar cada um no seu espaço, fazendo a sua propaganda sem interferir na clientela alheia.

 

RG 15 / O Impacto

Um comentário em “Comerciantes de bairro estão sendo afetados por propaganda invasiva do hipermercado Atacadão

  • 27 de novembro de 2020 em 17:02
    Permalink

    Um certo exagero nisso, pois quem precisa de pouco artigo não se desloca até o Atacadão, por ter que caminhar bem mais, pra economizar pouca coisa.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *