Em vídeo, vítima agredida por policial civil em embarcação no PA diz que foi coagida a pedir desculpa na delegacia

As cenas revoltantes que circularam nas redes sociais ontem, 16, mostrando uma senhora sendo agredida por policiais civil dentro de um navio que seguia do Marajó para Belém, não pararam por aí. A vítima foi levada para a Delegacia de Breves e obrigada a pedir desculpas aos policiais envolvidos na violência. Um vídeo foi gravado e também divulgado nas redes sociais. assista:

 

Nas imagens é possível perceber a mulher nitidamente coagida e envergonhada, com a mão no rosto. Na sala, os policiais civis que a agrediram ordenam como deve ser feito o pedido de desculpas. A senhora relata que foi as vias de fato com outra mulher por conta de uma rede. Ela diz que é doente e que foi agredida e empurrada dentro do barco e mesmo figurando como vítima, pede desculpas aos policiais.

Em vídeo divulgado a amigos e familiares, a vítima narra o que teria acontecido, e como foi coagida a gravar o vídeo em que pede desculpa aos policiais, veja:

 

Após a denuncia, o Governo do Estado se manifestou e disse que o caso está sendo apurado pela Corregedoria de Polícia Civil. Foi determinado o afastamento dos policiais envolvidos de suas funções.

 

Fonte: Roma News

4 comentários em “Em vídeo, vítima agredida por policial civil em embarcação no PA diz que foi coagida a pedir desculpa na delegacia

  • 18 de dezembro de 2020 em 10:33
    Permalink

    É uma vergonha pra nos cidadãos e também para corporação ver uma situação dessas, espero que a corregedoria investigue a postura desse policial civil.

    Resposta
  • 17 de dezembro de 2020 em 17:40
    Permalink

    Quando é com bandido de alta periculosidade, esses bananas se peidam e se cagam de medo.

    Resposta
  • 17 de dezembro de 2020 em 16:44
    Permalink

    …essa é a versão de uma parte. E a versão da outra parte?

    Resposta
  • 17 de dezembro de 2020 em 13:36
    Permalink

    Vamos ver a resposta do secretário de segurança pública.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *