PF prende em Belém e Altamira empresários que fraudavam licitações

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta sexta-feira (18), três mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal de Altamira, sendo dois deles no município do sudoeste paraense e um em Belém. Os alvos são empresários do segmento de medicamentos que, segundo a PF, fraudavam licitações juntamente com servidores públicos.

Além das fraudes em licitações, outros crimes estão sendo investigados, como peculato, associação criminosa e corrupção ativa. A ação é um desmembramento da operação “Adrenalina”, deflagrada em cinco de novembro, que apura desvios de recursos do fundo municipal de saúde.

As investigações resultaram em buscas na secretaria de saúde e na residência da atual e da ex-secretárias de saúde do município, entre outros alvos, como empresários do ramo farmacêutico e servidores públicos.

De acordo com as apurações iniciais, as empresas movimentaram mais de R$ 200 milhões nos últimos cinco anos (dado geral, incluindo todo o volume de dinheiro das três empresas), e a prisão foi motivada pela reiteração, pois as fraudes se perpetuam por mais de uma década, e pela garantia da ordem pública, pois os alvos têm disposição para corromper agentes públicos e, segundo a PF, permanecem praticando os mesmos delitos.

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *