Artigo – Sleeping Giants Brasil: Jovens quebrando a estrutura das notícias falsas e de ódio que teimam enganar o povo do Brasil

Por Oswaldo Bezerra

Uma onda de notícia falsa e mensagem de ódio invadiram as redes sociais. Sempre trazem o recado: “é importante compartilhar para o máximo de pessoas”. As notícias falsas e mensagens de ódio passaram a ser a referência política e até decidiram eleição. A justiça eleitoral fez vista grossa; até quando as fontes destas mensagens passaram a promover ataques ao STF.

A Justiça reagiu e prendeu alguns responsáveis, outros não, por possuírem proteção política. O que fez com que estas atividades florescessem foi um financiamento milionário que fluiu para eles. Para acabar com as notícias falsas e mensagem da promoção do ódio e do medo foi necessário cortar seus investimentos financeiros.

A rede de notícias falsas, de medo e de ódio foi uma estratégia global da Cambridge Analytica de Steve Bannon. Por isso, foi necessário um movimento também global para detê-la. Assim nasceu a “Sleeping Giants”. Não demorou muito e este movimento também chegou até o Brasil.

Em sua chegada ao Brasil, a Sleeping Giants Brasil fez com que 700 empresas deixassem de financiar sites mentirosos, preconceituosos e geradores de ódio, só nos primeiros 7 meses. Claro, que a propagação de “fake news” está ligada um plano político muito bem estruturado. Com isso, vieram as ameaças de mortes e processos judiciais.

Muitos se perguntam quem são os Sleeping Giants, como trabalham e como são financiados. Uma decisão judicial fez com que o sistema Sleeping Giant Brasil saísse do anonimato. Saíram. É um casal de 22 anos, do interior do Paraná, que replicou a plataforma internacional.

Muitas teorias da conspiração foram levantadas sobre o Sleeping Giants. Foram mencionadas teorias de que seria do Partido Comunista Chinês, da organização do Amoedo, da organização do Luciano Hulck, Jorge Soros. Nada disso, a verdade é que somete um casal de jovens e que está conseguindo derrubar muita gente que vivia literalmente de fake news.

A Sleeping Giants Brasil comunica as empresas sobre seus financiamentos de sites de fake news, que geralmente eles nem sabem que estão financiando por causa dos esquemas do Google. Muitas empresas, ao serem comunicadas pelo sistema, pedem aos jovens para divulgarem para outras empresas que eles estão deixando de financiar os sites de notícias falsas.

O Direito usado como arma, conhecido como Lawfare, andou perseguindo o Sleeping Giants Brasil (SGB). Graças ao apoio de muitos advogados fãs da plataforma, o SGB consegue vencer Lawfare. Contudo, as ameaças continuam. Os autores do sistema tiveram que sair de casa e mudar de cidade para não serem mortos.

A quantidade imensa de seguidores (590 mil pessoas), que a plataforma atraiu, demonstra que muitos brasileiros já estavam fartos de tanta notícia falsa. Uma das diretrizes do jovem casal é de que as empresas precisam saber o que estão financiando. O trabalho do SGB não impede a liberdade de expressão de ninguém, mas as empresas precisam saber, e a decisão é delas de financiar ou não.

As empresas também precisam ter iniciativa, para que seus departamentos de marketing procedam, responsavelmente para não financiar sites indevidos. As plataformas de redes sociais também devem trabalhar nesta questão.

Propagação de fake news e notícias de ódio envolvendo teorias conspiratórias são muito perigosas. No dia 22 de julho de 2011, na Noreuga, uma caminhonete cheia de explosivos foi deixada em frente a uma repartição pública. Neste ataque 8 pessoas morreram.

Enquanto o país tentava entender o ataque, o autor, disfarçado de policial, entrou em um acampamento de jovens do Partido Trabalhista Norueguês. Desta feita ele assassinou 68 pessoas. O autor do atentado fez um manifesto para justificar o atentado e os assassinatos.

No texto, o terrorista alertava que estava tentando acabar com o “Marxismo Cultural” que seria uma ameaça ao Cristianismo. Ele acreditou em fake news. Em 2011, o mundo aprendeu que toda “fake news”, vinculada à teoria conspiratória, é potencialmente letal.

É por isso que o trabalho da Sleep Giants Brasil é tão importante. O trabalho deste casal é cortar uma catástrofe, como a da Noruega, já pela raiz. Hoje a grande pergunta é; como é financiado o Sleeping Giants Brasil?

O casal Mayara Stelle e Leonardo Leal, ambos formados em Direito, toca a plataforma e abriu o jogo. O rapaz é motorista de UBER e a moça é vendedora de cosméticos. Durante a pandemia, eles sobreviveram com o “Auxílio Emergencial”. No futuro, pretendem criar uma assessoria para investimentos em marketing de empresas, em produtos éticos e decentes.

RG 15 / O Impacto

3 comentários em “Artigo – Sleeping Giants Brasil: Jovens quebrando a estrutura das notícias falsas e de ódio que teimam enganar o povo do Brasil

  • 25 de dezembro de 2020 em 18:22
    Permalink

    Quem sempre espalhou e dissemina o ódio, a luta de classes e a xenofobia no mundo são os comunistas. Não é por amor ao próximo, nem pela paz mundial, que os marxistas já assassinaram entre 120 e 150 milhões de pessoas, além de estar matando de fome, e por repressão a tiros, as pessoas que ousam protestar nas ruas contra o governo da Venezuela, da Nicarágua, da Argentina, etc ! Não venham agora posar de anjos e vítimas de qualquer coisa !!!

    Resposta
    • 25 de dezembro de 2020 em 19:41
      Permalink

      Isto é um exemplo de notícia falsa e de ódio.

      Resposta
  • 25 de dezembro de 2020 em 09:18
    Permalink

    Mui curioso: os transmissores de “notícias falsas” detectados são sempre democratas, de direita, óbvio, condenados a processo e prisão imediata, ordenados pelo STF. Os esquerdistas nunca são detectados, muito menos perseguidos pelo STF ou outro órgão da justiça ! Que o Sleep Brasil acorde e enxergue os fake vermelhos, algo impensável ainda mais se contam com a subvenção dos flangos flitos !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *