Funcionário da Prefeitura de Castanhal toma vacina contra a Covid-19 mesmo não sendo de grupos prioritários

O coordenador administrativo do Hospital Municipal de Castanhal, Laureno Lemos, tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19, na terça-feira (20), mesmo não fazendo parte do grupo prioritário para essa primeira etapa, que inclui apenas profissional de saúde que atua na linha no combate ao novo coronavírus, indígenas aldeados e idosos que estejam em abrigos. A vacinação no município começou ontem.

Laureno Lemos chegou a publicar nas redes sociais uma foto em que aparece tomando a vacina e foi criticado por pela população. Após a grande repercussão do caso, coordenador administrativo do Hospital apagou a postagem e foi exonerado do cargo.

De acordo com testemunhas, Laureno Lemos era contra qualquer tipo de vacinação contra o coronavírus, porém, em um vídeo que divulgou nas redes sociais, ele diz que foi “obrigado” a tomar a vacina.

Procurada pelo DOL, a Prefeitura de Castanhal informou que “a atitude do servidor foi totalmente contrária as determinações da administração municipal, que está seguindo o recomendado pelo Ministério da Saúde. Por esse motivo, o servidor não faz mais parte do nosso quadro funcional, tendo sido exonerado na manhã desta quarta-feira. Em respeito à vida, estaremos vigilantes para que nada semelhante se repita”.

Como denunciar casos como esse?

A pessoa que presenciar qualquer irregularidade ou ação suspeita na vacinação no Pará contra a Covid-19, pode denunciar através dos canais oficiais de denúncia da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), órgão do Governo do Pará, por meio da ligação no número 181ou pelo Whatsapp 91 98115-9181. Os dois garantem o sigilo e o anonimato de quem fornece as informações.

Fonte: DOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *