Operação Green Gold desmonta garimpo ilegal no Pará

A  Polícia Civil do Pará, em uma ação conjunta com o Ministério Público do Estado, deflagrou na sexta-feira (22) a Operação “Green Gold” para apurar denúncias de crimes ambientais na localidade Ressaca, zona rural do município de Senador José Porfírio, na Região de Integração Xingu. A Operação, que durou cerca de 20 horas, foi encerrada neste sábado (23) com a apreensão de máquinas e prisão de três pessoas, entre as quais um homem que manobrava uma retroescavadeira para obstruir a via de acesso, na tentativa de impedir a chegada das equipes de segurança à sede do garimpo.

No local, os agentes encontraram mais de 1.000 litros de óleo diesel armazenados em condições irregulares. Também foram apreendidas duas retroescavadeiras, utilizadas para abrir clareiras em área de preservação permanente, facilitando a extração de minérios. Houve abordagem a diversas pessoas na área do garimpo, quase todas residindo na região, as quais alegaram que o trabalho é um meio de subsistência.

Três homens foram presos e conduzidos à Seccional Urbana de Altamira, município do entorno de Senador José Porfírio, e autuados por destruir ou danificar florestas nativas, plantadas ou vegetação fixadora de dunas, protetora de mangues, objeto de especial preservação; por executar pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais sem a devida autorização, permissão, concessão ou licença, ou em desacordo com a obtida, e associação criminosa e armazenamento de combustível de forma irregular.

As máquinas apreendidas foram entregues às prefeituras de Altamira e Vitória do Xingu, as quais auxiliaram na retirada do maquinário.

Força-tarefa – A Operação Green Gold contou com a participação de unidades da Superintendência do Xingu – Seccional Urbana de Altamira, Delegacia de Conflitos Agrários de Altamira e Núcleo de Apoio à Inteligência do Xingu -, e da Promotoria de Justiça de Senador José Porfírio.

As diligências também contaram com a participação de servidores do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Regional Altamira, que acompanharam a abordagem e fizeram registros do local, para posterior elaboração de laudo de constatação de crime.

RG 15 / O Impacto com Agência Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *