Grupo mata homem por não gostar de receber ordens suas no trabalho

Dorinaldo Oliveira Ramos foi assassinado a tiros no último domingo (24), em Pacajá. Em seguida, a vítima teve o corpo carbonizado dentro de casa.

Ele e o filho moravam na vicinal Chico Elias, que fica a 95 km do centro da cidade. A polícia militar foi acionada para registrar o caso que aconteceu nas primeiras horas da noite, no último fim de semana.

Uma testemunha contou à polícia que dois homens, identificados como Cláudio e Ronaldo acompanhados de uma mulher são os suspeitos de cometer o homicídio. Os três renderam a testemunha, a amarraram e esperaram Dorinaldo chegar. Assim que o homem chegou ao local pilotando um quadriciclo com o filho na garupa, o suspeito de nome Ronaldo teria então atirado contra a vítima duas vezes.

Dorinaldo teve os pés amarrados e foi colocado dentro do local onde morava, em seguida, os criminosos jogaram gasolina no barraco e atearam fogo no local com o homem dentro.

A testemunha que estava amarrada conseguiu fugir. O veículo que pertencia à vítima foi levado pelos suspeitos, além de duas motosserras e duas espingardas. Para a polícia, a testemunha afirmou que os criminosos trabalhavam com ele e não gostavam de receber ordens da vítima.

O filho de 11 anos de Dorinaldo foi encontrado com vida. A Polícia segue nas investigações do crime.

Fonte: Confirma Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *