SMMT firma convênio com o Estado para melhorar sinalização urbana de Santarém

O secretário de Mobilidade e Trânsito Paulo Jesus falou à TV Impacto sobre o convênio firmado com o Estado que visa melhorar a sinalização urbana e turística da cidade de Santarém, para que não só o santareno como aqueles que vêm de fora possam ter melhor acesso a esses pontos. Segundo Paulo Jesus, “o prefeito Nélio viabilizou junto ao governador Helder estabelecer esse convênio que trata do Município dando a competência para o Estado implantar a sinalização horizontal (pinturas de solo) e vertical (placas) de trânsito na área urbana, e também a turística (indicação de porto, aeroporto, pontos de visitação, balneários). E o prefeito pediu prioridade para a sinalização turística em razão de haver uma deficiência nessa área, e as pessoas que chegam à cidade e não a conhecem terem dificuldade de localização. Será feito também um trabalho para Alter do chão, por ser essa uma área bastante frequentada, e já está em Santarém uma equipe de engenheiros do DETRAN de Belém, que chegaram para fazer um levantamento de toda a demanda e de todos esses pontos. Os trabalhos começaram com a realização de visitas para que esse serviço se inicie ainda este mês, uma vez que o convênio já está vigorando desde o dia 18 de janeiro, quando foi publicado”.

O secretário explicou que a sinalização horizontal são as pinturas no solo ou qualquer sinalização aplicada no chão das vias, e que a vertical são as placas indicativas de circulação, nas quais as placas turísticas mostram quais pontos se acessam seguindo determinada direção, quantos quilômetros daquele ponto em diante faltam, etc. Assim sendo, essas placas serão estabelecidas exatamente para que as pessoas possam conseguir se guiar até os pontos de visitação. Segundo ele, “há também uma equipe própria da prefeitura, da secretaria, que realiza o trabalho diariamente de manutenção. Mas com esse convênio, por ser uma estrutura bem maior, a gente vai poder avançar bem mais dentro do limite do valor disponível. O projeto está com o custo estimado de pouco mais R$ 2 milhões e cem mil reais, e a previsão de realização é de um ano, podendo ser prorrogado”.

Transporte público na pandemia

Dentre tantas áreas de atuação que a pasta executa, a SMMT faz também a programação do setor de transporte público. Conforme explica Paulo Jesus, “dadas as medidas restritivas por causa da pandemia e os horários de funcionamento de vários estabelecimentos terem sido reduzidos, a programação no setor de transporte público foi estabelecida dentro desse horário. Então fizemos um planejamento e determinamos junto ao SETRANS para que as empresas possam cumprir, ajustando dentro da viabilidade, pois a demanda reduzida impacta diretamente no custo da operação. No entanto, é preciso atender ao usuário do serviço que precisa do transporte. O comércio está funcionando no momento das 8h ás 15h. Neste horário há uma maior demanda, então as empresas operam com toda a frota, uma média de 80 a 85 ônibus circulando. Já das 15h às 21h há uma redução no número de coletivos em razão da demanda que diminui consideravelmente, assim o tempo de espera de um coletivo para o outro é de uma hora a uma hora em meia. Então é importante as pessoas se atentarem a isso para que possam se programar. E também o sentido dessas medidas é exatamente evitar que as pessoas circulem na cidade sem necessidade. Se não trabalha nesse horário não tem porque sair”.

O secretário afirma também que pretende realizar um trabalho educativo com a equipe de educação da secretaria voltado a orientar as pessoas para que só se desloquem de casa se realmente for necessário, que evitem tomar o coletivo se ele já estiver com a lotação carregada e que sempre usem máscara. “E também temos pedido para que as empresas possam, sempre no final da operação, além daquela higienização que já é habitual, que seja reforçada a higienização com a utilização de produtos que possam prevenir o corona vírus”.

Em relação aos meios de transporte fluviais, bastante utilizados em Santarém, Paulo Jesus afirma que os portos estão funcionando normalmente, e que só estão restritas as viagens interestaduais. “As operações intermunicipais entre os municípios que não têm decreto restritivo proibindo entrada e saída dos portos está funcionando normalmente. E nós estamos no porto fiscalizando para verificar se as embarcações que chegam dos estados que estão com restrição estão trazendo apenas cargas, pois somente está proibido o transporte de passageiros”, ressalta. O secretário frisa que estão verificando se as tripulações oriundas desses locais estão usando máscara e que caso chegue alguém com algum problema de saúde as instituições de saúde serão informadas para que as devidas providências sejam tomadas.

Por: Thays Cunha

RG 15 / O Impacto

Um comentário em “SMMT firma convênio com o Estado para melhorar sinalização urbana de Santarém

  • 29 de janeiro de 2021 em 18:03
    Permalink

    Kkkkkkkkk…as ruas e logradouros continuarão sem placas indicando seus nomes , com se a cidade tivesse as mesmas dimensões de 100 anos atrás !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *