Centro POP Dom Lino já acolheu 1163 pessoas em 7 anos, e destas 173 não estão mais na rua

“Estou na rua há muito tempo e eu não tinha local pra ficar, almoçar ou até mesmo tomar banho. No Centro POP fui acolhida e hoje me sinto gente, antes me sentia inútil”. A fala é da usuária M.M, que junto as outras 1163 vidas que foram acolhidas e ressignificadas no Centro, comemora os 7 anos de atuação da instituição no atendimento humanizado às pessoas em situação de rua.

*o nome foi ocultado para preservar a identidade da usuária.

O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua Dom Lino Vombommel foi implementado em Santarém em 2014, e desde então vem desempenhando um trabalho diário de reinserção dessa população na sociedade.

Em 7 anos, 1163 pessoas foram acolhidas. Dessas, 124 voltaram a estudar, 274 foram inseridas no mercado de trabalho, 379 passaram a ter acesso a saúde com emissão do Cartão SUS, 5302 atendimentos de saúde foram realizados, 219 foram inscritas no CADúnico, 21 no Benefício de Prestação Continuada, 12 no Minha Casa, Minha Vida e 173 pessoas não estão mais em situação de rua e retornaram à família.

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, os atendimentos coletivos foram suspensos. No entanto, os usuários continuam recebendo alimentação e fazendo a higiene pessoal em horários espaçados e respeitando os protocolos sanitários.

“Aqui eu sou muito bem acolhida, faço minha higiene pessoal, consegui meus documentos. Quero arranjar um emprego e voltar pra minha família e sei que vou conseguir. Mas só consigo porque tive o Centro POP que me olhou com carinho e estendeu a mão”, concluiu M.M.

Adriana Rego é coordenadora do espaço e relata as experiências vividas no tratamento a essa população. “O Centro POP é um desafio onde temos a oportunidade de identificar pessoas, de promover encontros familiares e poder mudar o rumo de algumas histórias. Mesmo em meio a pandemia, continuamos cuidando dessa população que tanto precisa de nós”.

Ao longo desses anos, 5811 pessoas em situação de rua foram abordadas pela equipe que faz um trabalho de convencimento e construção de vínculos de confiança para que assim aceitem ser atendidas. No Centro, é feito o atendimento com assistentes sociais e psicólogos e desenvolvidas ações para restabelecer a autonomia dos usuários. No espaço, são ofertados café da manhã, almoço e lanche. Em 7 anos, 78.126 refeições foram oferecidas.

O Centro POP é uma unidade pública e estatal de referência ao atendimento especializado à população adulta em situação de rua. Está inserida no âmbito da Proteção Social Especial de Média Complexidade do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e é administrada pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras).

A titular da pasta de Trabalho e Assistência Social, Celsa Brito, reforça sobre o trabalho humanizado feito pela equipe da Semtras. “Nossos serviços socioassistenciais garantem a ressocialização e o fortalecimento de vínculos a essas pessoas. Nosso objetivo é garantir os seus direitos ofertando capacitações e orientações para que elas possam dar encaminhamento às suas vidas.”

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, os atendimentos coletivos dentro do espaço foram suspensos. No entanto, os usuários continuam recebendo alimentação de café e almoço e fazendo a higiene pessoal em horários espaçados e respeitando os protocolos sanitários.

RG 15 / O Impacto com informações da PMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *