Promotor que participou de investigações da Operação Perfuga atuará na Procuradoria-Geral da República

Atendendo ao pedido de cessão formulado pelo Procurador-geral da República Augusto Aras, o Ministério Público do Pará irá ceder o promotor de Justiça Bruno Fernandes da Silva Freitas para atuar como membro auxiliar no gabinete da Procuradoria-Geral da República. A cessão do promotor estadual concretiza a cooperação entre o MPF e o MPPA e o fortalecimento do Ministério Público como um todo.

Bruno Freitas é promotor de Justiça de Prainha,  e atua em Santarém há alguns anos, e se destacou atuando no combate à corrupção e improbidade administrativa, sobretudo na operação “Perfuga”, que investiga desvio de recursos públicos em Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos, com repercussão na região. O promotor atuou, ainda, na apuração das irregularidades ocorridas envolvendo a Belo Monte, pela promotoria de Justiça de Altamira, bem como foi recentemente designado para participar para atuação conjunta na Operação Camisa de Força, no município de Pacajá.

Atualmente, por meio da 8ª Promotoria de Justiça, iniciou atuação conjunta para o enfrentamento à Covid-19 nos municípios de Santarém Mojuí e Belterra, desde abril de 2020 até a presente data.

RG 15 / O Impacto com informações do MPPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *