Apaixonada, jovem ajuda padrasto a matar mãe e irmã de apenas 9 anos

Uma adolescente de 16 anos é acusada de participar do assassinato da própria mãe e da irmã, de apenas 9 anos. Ela teria combinado o crime com o padrasto por estar apaixonada por ele. As informação são da Polícia Civil, que investiga o caso, que aconteceu em Pompeia (SP). A jovem foi apreendida no dia em que os corpos das duas foram encontrados.

“Ela [a adolescente] tinha problemas com a mãe. Ela não gostava da mãe, conforme relatou. Aí ficou apaixonada pelo cara [padrasto] e combinaram de matar a mãe”, diz o delegado Cláudio Anunciato Filho.

Cristiane Pedroso dos Santos Arena, de 34 anos, e filha Karoline Vitória dos Santos Guimarães, de 9 anos, estavam desaparecidas desde o fim do ano passado. Os corpos das duas foram encontrados enterrados no quintal da casa onde moravam, no dia 2 de fevereiro, sob um contrapiso de concreto.

No dia em que os corpos foram localizados, a filha de 16 anos da vítima foi apreendida. Já Fabrício Buim Arena Belinato, de 36 anos, foi capturado na segunda-feira (8), em Campo Grande, enquanto trabalhava em uma obra.

Em depoimento à polícia, Fabrício detalhou que matou a esposa primeiro em uma briga, em suposta legítima defesa, com um golpe de faca. Em seguida, admitiu que matou a menina asfixiada com a mão quase um mês depois porque ela estaria perguntando pela mãe.

As vítimas foram sepultadas na tarde de 3 de fevereiro no Cemitério de Pompeia, sob forte comoção. Cristiane morreu por hemorragia aguda e Karoline, por traumatismo craniano.

Estupro – A principal linha de investigação da Polícia Civil é que a adolescente apreendida mantinha um envolvimento amoroso com o padrasto. Por isso, além do duplo homicídio e ocultação de cadáver, Fabrício é investigado por estupro de vulnerável, pois teria abusado sexualmente da enteada mais velha há vários anos.

“Ele [Fabrício] confirmou que mantinha um relacionamento com ela [a adolescente] a partir do momento que ela fez 15 anos, em 2019. A partir daí, eles começaram a conviver praticamente como marido e mulher e o relacionamento dele com a esposa Cristiane foi enfraquecendo”, conta o delegado.

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *