Delegado Jamil Casseb fala sobre as fiscalizações nesse lockdown

O Delegado Jamil Casseb falou para O Impacto sobre como está sendo o andamento das fiscalizações que visam o cumprimento das medidas impostas pelo lockdown na cidade de Santarém. Segundo ele, foi montado todo um planejamento com base na experiência adquirida quando a cidade passou pela mesma situação no ano passado, assim há várias equipes nas ruas.

“O sistema de segurança pública, como um todo, está trabalhando de forma bem integrada, mais integrada ainda do que comumente costumamos atuar. Então temos várias equipes, como o DPA, contando com todos os policiais tanto da seccional, quanto das UIP’s da Nova República e do Santarenzinho, que estão fazendo fiscalizações diariamente. Essas fiscalizações normalmente se dão pela parte da manhã, observando a questão da aglomeração e estabelecimentos, conferindo quais podem permanecer abertos e quais devem ser fechados; e verificando as atividades que estão proibidas de serem exercidas. Pela parte da tarde, ao final dela, e à noite, os componentes da Polícia Militar estão fazendo várias barreiras e rondas ostensivas no sentido de fiscalizar se somente as atividades essenciais estão sendo desenvolvidas, e a questão do toque de recolher. Isso está sendo realizado diariamente e nos finais de semana, principalmente a partir do horário noturno atuando de forma mais incisiva nessas fiscalizações. Há todo um conjunto de procedimentos a serem obedecidos, e aquelas pessoas que insistirem em descumprir as determinações serão autuadas, notificadas, e iremos fazer todos os procedimentos necessários para que venham a responder perante a justiça”.

Apesar de nem todos aceitarem as medidas impostas pelo governo no combate ao espalhamento do corona vírus, o delegado afirma que a população está colaborando. “A população tem colaborado e entendido a gravidade da situação em que nos encontramos, e isso vai refletir futuramente. Então pedimos que continuem observando esses detalhes. Sabemos que é uma situação muito difícil, que pessoas estão perdendo dinheiro e estão sem exercer suas atividades, mas é estritamente necessário. Infelizmente a situação é gravíssima, diariamente temos notícias de conhecidos e parentes que perdem a luta para doença. Então ressaltamos que os órgãos de segurança pública estarão nas ruas fiscalizando. Qualquer festa irregular que porventura ocorra será fiscalizada e fechada. E tanto aqueles que estejam participando, sejam usufruindo do ambiente ou trabalhando nesse ambiente, serão responsabilizados, autuados em flagrante delito, e encaminhados ao poder judiciário”.

Ele pede então que a população contribua denunciando aglomerações ilegais, pois nesse momento o aumento de casos da covid-19 e a lotação dos hospitais em Santarém é algo preocupante. “Já ouve vários procedimentos que partiram de denúncias. A população de bem e que entende o momento tem por dever e obrigação nos informar de qualquer ato ilícito ou contrário as determinações que estejam acontecendo”, ressaltou.

Além disso, o delegado Jamil Casseb falou sobre os atendimentos policiais no que tange a situações que não abrangem o lockdown. Segundo ele, assim como todos os órgãos de serviço público a delegacia permanece funcionando e aberta ao público sem interrupção.

“Apenas delimitamos certos atendimentos. Casos mais graves como acidentes com vítimas, embriaguez, Maria da Penha, homicídios, lesão corporal, tráfico, assaltos, ou seja, para as questões de maior repercussão e relevância é dada a devida prioridade. Para questões como estelionato ou um crime de menor potencial ofensivo é dada uma restrição para que, posteriormente, a partir do momento em que tudo estiver normalizado, a delegacia volte a atender esse tipo de situação”.

Por fim o delegado conta que muitos policiais também adquiriram o corona vírus e com isso há diversas baixas. “E todo dia nós temos procedimentos em relação ao tráfico de drogas, sejam apresentados pela própria Polícia Civil ou pelos companheiros da Polícia Militar, então vemos que o tráfico não para por conta de pandemia, e os crimes dolosos não diminuem. Então, por conta de toda essa conjuntura na saúde, nós temos que nos adaptar e fazer esse planejamento. Mas a delegacia está aberta e permanecerá assim”.

Até o momento apenas alguns casos pontuais foram registrados, como o que ocorreu no último final de semana, na comunidade de Pajuçara, onde uma festa estava sendo realizada sem a devida autorização. Os responsáveis pelo evento foram identificados e levados para a 16ª seccional de Polícia Civil.

Em Santarém, foi publicado no dia 31 de janeiro o decreto com o regramento que deve ser adotado pela população enquanto durar o bandeiramento preto na região do Baixo Amazonas. O comando Regional de Policiamento acredita que nesta segunda semana de lockdown a circulação de pessoas deve diminuir consideravelmente, uma vez que um novo decreto (619/2021) foi publicado pela prefeitura de Santarém no sábado (6), aumentando a restrição de circulação de pessoas, e assim alguns estabelecimentos que estavam com atendimento presencial devem adotar também o funcionamento delivery, sendo:

► Lanchonetes e restaurantes – 6h às 22h;

► Floriculturas – De acordo com o alvará;

► Lojas de materiais de construção, elétricos, hidráulicos e pneumáticos – 8h às 17h;

► Lojas de peças de veículos leves e pesados – 8h às 17h;

► Lojas de peças para moto e bicicletas – 8h às 17h;

► Lojas de materiais escolar, livrarias e papelarias – 8h às 15h;

► Serviços de petshop (banho e tosa) – 8h às 17h;

Transporte – Prestadores de serviços de ônibus, táxi, mototáxi e de transporte de aplicativo devem exigir dos passageiros a comprovação da necessidade de locomoção.

Por Thays Cunha

RG 15 / O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *