PC apreendeu mais de 5 toneladas de drogas nos dois primeiros meses de 2021

Somente nos dois primeiros meses de 2021, a PC apreendeu mais de cinco toneladas de drogas e, nos últimos 30 dias, mais de três toneladas de maconha, oxi e cocaína. O trabalho é resultado de seis grandes operações que aconteceram em Belém, Castanhal, Benevides e Santarém.

A Divisão Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc) encabeça o combate em todo o Estado por meio de investigações e diligências. O diretor da Denarc, delegado Pery Netto, diz que apesar do nível de atuação do Departamento ser estadual, não é raro os casos das investigações romperem divisas. “Pelo quantitativo de drogas, nossas investigações pairam por outros estados brasileiros e até mesmo outros países, como a Colômbia, Bolívia e Venezuela. São países produtores e que fazem fronteira com o nosso”, disse o delegado.

As ações da polícia se refletem em números. Em 2019, foram apreendidos 3.4 toneladas de entorpecentes. O número subiu 111% no ano passado e somou 7.2 toneladas. As ações integradas da Divisão Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico também faz um trabalho integrado com diversos órgãos do sistema de segurança pública.

O delegado-geral da Polícia Civil, Walter Resende, explica que os números estão em uma crescente, principalmente, pelo fortalecimento no setor de inteligência da PC. “Estamos, dia e noite, acompanhando nossas estradas e rios para dar tranquilidade à população. Além das apreensões, também retiramos das ruas os autores desta distribuição. É comum no momento do flagrante ter pessoas envolvidas no local investigado. Somente nessas últimas apreensões, cerca de 10 grandes traficantes foram presos e estão à disposição da justiça”, disse o delegado-geral.

Resende esclareceu, ainda, que essas ações refletem diretamente na repressão à criminalidade. Segundo ele, o tráfico de drogas está associado a inúmeros crimes, como homicídios, latrocínios, roubos e furtos: “Todos esses crimes têm relação. Por causa disso, a Polícia Civil criou, recentemente, uma delegacia especializada no combate à facção. As delegacias especializadas atuam de forma conjunta no combate ao tráfico de drogas e crimes co-relacionados. A PC pretende, ainda, avançar nas ações de inteligência policial”, finalizou.

RG 15 / O Impacto com Agência Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *