Mãe é presa por maus-tratos e por permitir que filhas fossem abusadas pelo padrasto

Na terça-feira, 23, Policiais Civis da Delegacia de Atendimento a Crianças e Adolescentes de Ananindeua deram cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de uma mulher pela prática dos crimes de maus-tratos e estupro de vulnerável, na Vila Caraparu, zona Rural de Santa Isabel do Pará, Região Metropolitana de Belém.

A prisão ocorreu após constatação dos crimes apurados por meio de um inquérito policial instaurado. A mãe cometia o crime de maus-tratos contra as duas filhas, colocando-as para dormirem no chão, além de permitir que o padrasto praticasse abuso sexual contra as crianças.

Durante oitivas, foi confirmada a ação da investigada, que obrigava as filhas a mentirem sobre os abusos sofridos.

Ainda na diligência do cumprimento de mandado, os agentes tiveram conhecimento de que o companheiro da mulher foi morto por uma facção criminosa. Já a mulher foi presa e vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável omissivo impróprio e maus-tratos.

Segundo a titular da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis, delegada Cynthia Viana, compactuar com ações criminosas também é crime e precisa ser denunciado.  “O crime de estupro de vulnerável por omissão tem punição da mesma forma que o executor terá. Reforçamos para todos que tem conhecimento de que menores estão sendo vítimas, para que não deixe de denunciar. A partir das denúncias conseguimos tirar as crianças das mãos desses agressores e defende-las diante da justiça, além de punirmos os responsáveis omissos e protegermos as crianças que não tem como se defender”, ressaltou a delegada.

Após procedimentos cabíveis, a mulher presa foi encaminhada ao Centro de Recuperação Feminino, onde permanece a disposição da justiça.

Serviço – As denúncias podem ser realizadas através do Disque Denúncia 180, Disque 100, nas Delegacias de Atendimento a Crianças e Adolescentes ou em qualquer Seccional de Polícia Civil para que seja apurado pelas equipes especializadas.

RG 15 / o Impacto com informações da PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *