Artigo – O pessimismo da quinta-feira

Por Oswaldo Bezerra

A sensação foi que 2020 nem existiu. Estamos ficando sem tempo, e vendo 2021 correr por entre os dedos. A maioria das pessoas ainda está adormecida.

Eu como muitos outros tenho enfrentado alguns desafios reais nos últimos dias, mesmo não parecendo. É claro que todos nós enfrentamos desafios na vida, muitos estão enfrentando desafios muito maiores que os meus.

Há uma frase que diz “lembre-se de Jó”. A história dele parece ser o exemplo que nós temos que seguir. Quando surgem grandes desafios, geralmente há lições importantes a aprender. Um capítulo novo de nossas vidas pode nos aguardar do outro lado dos desafios.

Antes de me sentar aqui, ouvi relatos. Tem gente lutando pelo alimento. Por muitos anos vivemos uma realidade próspera, infelizmente, a realidade agora é outra. Passei pela Avenida Beira Mar e percebi quanto o mundo é belo. O que estraga somos nós que inventamos um mundo de lucros infinitos, mesmo que não seja sustentável.

Houve mais um tiroteio em massa nos EUA. É o país que tentamos imitar em vendas de armas facilmente adquiridas por qualquer um. Isso claro tema ver com o lucro infinito das empresas armamentistas. Haverá mais tiroteios em massa nos próximos dias.

Vivemos em uma época em que os fuzilamentos em massa se tornaram comuns. Uma moça foi filmada sendo mortas a tiros em Igarapé-Miri, lá no nordeste do estado. Vivemos em uma sociedade profundamente destruída.

Houve 43.892 mortes violentas no ano de 2020. Um incremento na ordem de 5% em relação ao ano anterior. O número de registros de armas de fogo em poder de colecionadores, atiradores e caçadores no Brasil mais do que dobrou em 2020.

A pandemia de COVID continua a se espalhar por todo o globo, o mundo inteiro está lutando com graves problemas econômicos, a agitação civil continua a assolar as principais cidades e nosso planeta está se tornando cada vez mais instável.

Por pior que as condições estejam no momento, acredito que logo irão piorar. Na verdade, acredito que entramos em um tempo em que os eventos globais se acelerarão dramaticamente.

Agora que Joe Biden está na Casa Branca, muitas pessoas estavam achando que entraríamos nos tempos da “paz e segurança” mundial, mas não vão obter “nem paz, nem segurança”.

Os próximos meses serão tempos de vigilância. Em particular, às pessoas devem prestar atenção com Israel para algo “incomum” que aconteça. Com muita frequência, ocorrem eventos extremamente importantes que a grande mídia nunca cobre. Portanto, os eventos que mudam a história acontecem nas próximas semanas ou meses, isso não significa que a grande mídia irá cobri-los.

Joe Biden se cercou de “falcões de guerra” e estão empurrando os EUA para conflitos com a Rússia, China, Coréia do Norte e Irã. Biden foi aconselhado por eles a chamar Putin de assassino. Existem vários lugares ao redor do mundo onde a guerra pode estourar, mas esperemos que a guerra possa ser adiada pelo maior tempo possível.

Quando a guerra finalmente estourar, ela intensificará muito os problemas econômicos que já enfrentamos. As coisas que estão para acontecer, rezemos para que não se concretize.

RG 15 / O Impacto

Um comentário em “Artigo – O pessimismo da quinta-feira

  • 25 de março de 2021 em 08:30
    Permalink

    O que vai acontecer em Israel é o começo do fim. Buscai ao Senhor enquanto se pode achar.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *