“O povo dará voz ao povo. O povo dará olhos à Justiça”

Os estudantes de Direito, por meio do Centro Acadêmico de Direito “Edson Luís”, se unem à articulação conjunta do Centro Acadêmico XI de Agosto (Direito USP); do CADir UnB (Direito UnB); e da Federação Nacional de Estudantes de Direito (FENED), com o apoio de advogadas(os) voluntárias, assim como outros centros acadêmicos entidades jurídicas, em uma ação coordenada para protocolar hoje, 31/03/21, mais de 40 pedidos de impeachment de Bolsonaro na Câmara dos Deputados em Brasília.

Foram 17 estados participantes de todas regiões do país, com 20 centros acadêmicos de universidades federais, 14 centros acadêmicos de univ. estaduais, 4 centros acadêmicos de faculdades particulares e também entidades estudantis de universidades municipais, somando-se a iniciativa estudantes de renomadas e diversas faculdades.

Através da ação, os estudantes do curso de Direito do país atendem mais uma vez ao seu papel social na luta por direitos em defesa do povo e da democracia, posicionando-se de forma unificada no sentido da existência de ampla base jurídica para o impeachment, principalmente no que toca à condução da pandemia, com um verdadeiro aliado do vírus na presidência da república. É momento de união de forças entre todos os defensores da ordem democrática.

A data do protocolo conjunto é o dia 31 de março de 2021 – aniversário do Golpe de 64, tal como comemorada pelos militares. A data faz parte da Jornada de Lutas da Juventude convocada pela União Nacional dos Estudantes, que tem o lema #VidaPãoVacinaEducação e é também uma disputa de narrativa com o governo, que tende a usar a data para promover seus ideais antidemocráticos.

Crimes de responsabilidade em série são merecedores de denúncias em série. Impeachment em massa para que o Brasil consiga superar a maior ameaça à democracia e aos direitos fundamentais dos últimos 30 anos!

3 comentários em ““O povo dará voz ao povo. O povo dará olhos à Justiça”

  • 1 de abril de 2021 em 20:58
    Permalink

    Os cegos imbecis correm pra defender o presidente mais incompetente que o Brasil já teve, o chefe de milícias.

    Resposta
  • 1 de abril de 2021 em 13:24
    Permalink

    Se o povo realmente quiser dá voz ao povo, deveria solicitar o afastamento de deputados envolvidos com corrupção, bem como deveria ter pressionado com essas ações o STF contra a medida descabida de soltar o criador do câncer que desviou trilhões dos cofres públicos, bem como deixou o país destruído financeiramente. Também, deveriam mover uma ação contra os governadores que estão mandando prender trabalhadores de bem.

    Resposta
  • 1 de abril de 2021 em 12:52
    Permalink

    Ditadura está acontecendo agora, o povo sem liberdade, esses estudante, é o mesmo aquele que era presidente da classe, virou senador envolvido na operação lava jato, Bolsonaro 2022

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *