Crianças eram obrigadas a fazer jejum e usadas em ritual religioso contra a covid-19 no Pará

Um vídeo compartilhado nas redes sociais vem chocando a população paraense ao mostrar o uso de crianças durante o que seria um ritual de oração. A cena, que aconteceu no município de Bragança, a 300 quilômetros de Belém, detalha uma espécie de crucificação e é marcada por gritos e confusão.

Nas imagens, aparece a princípio um grupo rodeando  crianças, aos gritos, para expulsar o novo coronavírus.

Em outro momento, uma criança é colocada em uma espécie de cruz, vestida de branco, enquanto o grupo, que diz ser da mesma família, faz o ritual. A ação é interrompida com a chegada de vizinhos, do conselho Tutelar e da polícia.

Em entrevista exclusiva à Rádio 99 FM, do grupo RBA, a delegada Luciana Tunes detalha a denúncia de maus tratos e envolvimento de crianças em práticas religiosas, em um família composta por 10 pessoas.

“Familiares ficavam horas e horas em jejum, envolvendo essas crianças, em pé, no meio no quintal, com uma arca desenhada no chão e acreditando que, através dessas orações, seria possível evitar a pandemia”, explica a delegada.

Três crianças, segundo Tunes, já estão resguardadas em um abrigo. O caso deve seguir em sigilo.

OUÇA A ENTREVISTA:

Fonte: Dol

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *