Justiça decreta prisão preventiva de vereador paraense acusado de violência doméstica

O vereador é acusado de praticar violência doméstica contra a companheira

O Ministério Público do Pará, por meio da Promotoria de Justiça de Curralinho, no Marajó, pediu a prisão preventiva do vereador do Município, Marcilei Freitas Barbosa. O pedido foi acatado pela Justiça na última sexta-feira (16), embasado na lei Maria da Penha.

O vereador é acusado de praticar violência doméstica contra sua companheira, porém, o caso corre em sigilo. O parlamentar se encontra foragido.


RG 15 / O Impacto com informações do MPPA
Foto: Divulgação Câmara de Curralinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *