Vídeo: Outdoor que questiona gestão Valmir Climaco sobre recursos da educação é derrubado durante a madrugada

Um outdoor da campanha pública realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras em Educação Pública do Pará (Sintepp), subsede de Itaituba, foi alvo de atentado na madrugada de quarta-feira (28).

A placa, que fica localizada às margens da Rodovia Transamazônica, no Centro Comercial da cidade, veio abaixo após uma pessoa, possivelmente utilizando motosserra, cortar as peças de madeira que a mantinham erguida. Depois de concluído o atentado, a pessoa deixou o local em um veículo. Veja o vídeo:

De acordo com o Coordenador do Sintepp, professor José Augusto, a publicação no outdoor foi colocada na noite de segunda-feira (26), e por volta de 0h40 de quarta foi alvo do atentado.

A utilização do outdoor faz parte da campanha pública realizada pelo Sindicato com o objetivo de expor à sociedade as dificuldades que os profissionais da educação estão enfrentando no município com a falta de diálogo e de uma resposta do governo de Valmir Climaco.

“Desde o mês de novembro do ano passado nossa categoria busca diálogo com o prefeito e com o secretário de educação. E até o momento não temos retorno”, diz o professor José Augusto.

Ainda segundo a liderança do Sintepp, o outdoor comunica a triste realidade que os profissionais da educação de Itaituba estão vivenciando.

“Por parte do governo, não existe diálogo algum. São várias as reivindicações que precisam ser encaminhadas e cumpridas, tais como: reajuste salarial, pagamento de abono, progressões e melhores condições de trabalho”, expõe o Coordenador do Sintepp/Itaituba.

O Sindicato deve acionar as autoridades competentes para apurar o caso e identificar as pessoas por trás do ataque.

“INIMIGOS DA EDUCAÇÃO”

O professor José Augusto revela o quadro de dificuldades que a categoria enfrenta no contexto de pandemia.

“O prefeito municipal de Itaituba quer a custo prazer rebaixar, principalmente, o Sindicato e toda a categoria da educação. Isso nós não iremos permitir, porque estamos fazendo todo o acompanhamento dos recursos financeiros da educação. Sabemos quanto o FUNDEB tem acrescido nos últimos quatro anos”, diz.

“Está sendo contraditório e incoerente, uma vez que há recursos. Mas se você olha para precariedade das unidades de ensino, principalmente na zona rural, a situação da falta de estrutura para o profissional atuar, que nesse momento de pandemia não recebeu nenhum apoio para manter o suporte aos alunos, você deve questionar onde estão sendo aplicados os recursos”.

O Coordenador do Sintepp/Itaituba diz que os professores assumem toda a logística e despesas para as aulas remotas.

“Nossos colegas assumiram a internet, colocaram seus próprios aparelhos como utilidade pública; algo que é particular nosso. Dentro desse contexto, o governo vira as costas para o trabalhador na medida que ele se nega a dar um reajuste, na medida que ele se nega dá progressão, e até mesmo em conversar com a categoria, para saber os anseios do que estamos vivenciando no dia a dia”.

“Não vamos nos calar! Não vamos admitir. Vamos colocar em público, para toda a comunidade de Itaituba, seja por outdoor, em panfletos e nas redes sociais, e mostrar que o Sindicato não se cala, não é omisso ao governo que está aí, truculento, caçador de trabalhador. Tivemos vários profissionais demitidos porque não o apoiaram última campanha. O Sindicato é independente, e vamos fiscalizar e moralizar os recursos do município”, afirmou Galvão.

Outra dificuldade encontrada no município, segundo a liderança do Sintepp, é a centralização operada na gestão de Climaco.

“Temos secretários que são meninos de recado do prefeito. Eles não têm autoridade, não tem poder de decisão. Eles só sabem levar recado para o prefeito, que é quem decide tudo. Porém, o que é para ele dá resposta para sociedade, ele não dá. Se você for hoje à Semed,  procurar saber quanto foi que o governo gastou com a Folha de Pagamento, em obras e reformas, com recursos do FUNDEB, o secretário não sabe dizer! Sabe por quê? Porque é um governo que esconde notas, esconde os recursos do município, camufla, juntamente com a sua contabilidade, e faz com que esses recursos sejam prestados contas juntos a outros conselhos. Até mesmo a prestação de contas do 2º Quadrimestre de 2020, que deveria ser feito na Câmara, nunca foi prestado contas. Já vamos para o quinto mês de 2021, e nunca foi prestado conta”, expõe o professor.

Conforme Augusto, a categoria também que pautado a situação perante o Legislativo do município, porém, ainda sem respostas também.

“Infelizmente nossos vereadores também estão de braços cruzados, porque eles, que são os maiores fiscalizadores do povo, eles que tem que dar respostas para a sociedade, porque eles foram eleitos pelo o povo. Não admitimos que vereador fique calado em suas poltronas, dizendo que são representantes do povo, se as verbas públicas estão indo pelo ralo. Já perdemos 17 trabalhadores da educação para a covid-19 e não vemos ninguém se pronunciar favorável à vacinação para a categoria”.

MORTE DE TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO

Enquanto que em alguns municípios a vacinação dos trabalhadores da educação entrou em discussão, e segue avançando, a realidade em Itaituba nem ao menos chega a ser debatido, lamenta o professor Augusto, que informa que cerca de 17 profissionais da educação perderam a vida devido à covid-19.

“Quando se fala que educação e saúde são prioridades, não vemos isso ser cumprido. Qual é a prioridade que a educação está tendo, se estamos perdendo a melhor ferramenta, que é o profissional. Não existe educação sem professor, não existe educação sem aluno, portanto, cadê o esforço para que possamos vacinar os nossos profissionais, que estão dando cara a tapa, muitos deles com comorbidades, estão indo para escola cumprindo as suas obrigações.  De fato é um governo que só quer resultados, mas em contrapartida, o que ele está dando para o trabalhador é um tapa na cara, de dizer o não ao o reajuste salarial e nas nossas progressões”, conclui.

RG 15 / O Impacto

Um comentário em “Vídeo: Outdoor que questiona gestão Valmir Climaco sobre recursos da educação é derrubado durante a madrugada

  • 29 de abril de 2021 em 08:52
    Permalink

    Essa “espécie” de político é daquela que só sabe receber e conviver com elogios, nunca esteve e não está preparada para receber cobranças, questionamentos e críticas. O Povo necessita escolher melhor seus governantes, e não ficar elegendo trogloditas.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *