Mãe perde bebê após esperar 4h por atendimento médico

Por volta das 16h desta quinta-feira (29), Joyciane Silva da Silva, 19 anos, entrou em trabalho de parto e correu para o Centro Especial de Saúde de Santa Bárbara do Pará, na Região Metropolitana de Belém.

De acordo com a família, ela estava grávida de oito meses e perdeu o bebê após esperar por horas a transferência da unidade municipal de saúde para o Hospital Abelardo Santos.

O esposo, Lucas Lima, relata que mesmo se tratando de uma urgência, o médico que estava de plantão saiu sem a atender. “Ela estava em casa quando a bolsa da minha esposa estourou. Por volta das 16h, buscamos atendimento. Tinha médico lá, mas ela não foi atendida. Era uma urgência, o bebê estava nascendo prematuro. O médico saiu do plantão sem a atender e assinar o encaminhamento necessário. Por isso tivemos que esperar o próximo médico”, relatou o pai enlutado.

Segundo ele, a espera durou cerca de 4h até outro médico chegar na unidade e fazer o encaminhamento da grávida. “Eram quase 20h quando fomos finalmente transferidos para o hospital em Belém. Mas já era tarde demais”, lamentou.

Lucas relatou ainda que enquanto não era transferida, foram feitos exames e a equipe de Santa Bárbara afirmou a eles que estava tudo bem com Joyce e o bebê. Entretanto, chegando em Belém, outros exames apontaram que o neném já estava morto há pelo menos 4h horas na barriga da mãe.

Ao questionarem sobre a demora na transferência, Lucas explicou sobre a espera pelo próximo médico plantonista para assinar o encaminhamento. “Nós contamos o que aconteceu e então falaram que a unidade de saúde poderia ter feito a transferência sem a assinatura do médico”, disse, apontando negligência da equipe de saúde.

O caso foi levado até a Secretaria de Saúde de Santa Bárbara do Pará e até agora não se manifestaram sobre o ocorrido

 

RG15/ O Impacto com informações Romanews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *