Vítima de violência doméstica não registra BO por falta de escrivão

Um vídeo compartilhado em uma rede social denuncia sobre a possível falta de escrivão para registrar boletim de ocorrência, no bairro da Cabanagem, em Belém.

Segundo a denúncia, na noite de sábado (5), uma mulher teria procurado a unidade policial após ter sido vítima de violência doméstica, mas foi informada que não tinha Escrivão. O BO não foi registrado mesmo a mulher estando com rosto machucado e ensanguentado.

No vídeo, a mulher cita sobre um policial que havia dito que o boletim de ocorrência não seria registrado, mesmo ela procurando o Governador do Pará.

“O cara acabou de me falar aqui na Delegacia da Cabanagem, o cara falou que eu posso até falar com o Helder, que ninguém vai me atender agora; não tem escrivão”, afirmou a denunciante.

Em nota, a Polícia Civil afirmou lamentar o corrido  e informou  que a vítima foi atendida na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), em Ananindeua. Afirmou ainda, que um inquérito foi instaurado para apurar o caso e medidas protetivas de urgência foram representadas pela Polícia Judiciária.

Sobre a conduta  do servidor mencionado, a PC informou que será alvo de apuração pela Corregedoria da instituição. A nota não cita a falta de escrivão.

Por Diene Moura

RG15/O Impacto com informações Romanews

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *