PF deflagra ‘Operação 3%’ em investigação de possível associação criminosa dentro da Universidade Federal Rural da Amazônia

A Polícia Federal deflagrou na manhã de sexta-feira(3), a Operação “3%”, que apura suposto crime de concussão e possível associação criminosa dentro da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).

Conforme apurado nas investigações, um servidor da UFRA estaria utilizando de sua função para exigir vantagem indevida, no valor de 3% dos Contratos de Licitação. Os vencedores da Licitação, após todo processo Licitatório, precisavam fazer o pagamento desse valor exigido para que fosse feita a liberação dos recursos destinados a execução de obras de engenharia realizadas na Instituição.

Foram cumpridos 2 (dois) mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Pará, em Belém. Participaram dessa ação 9 (nove) policiais federais.

As investigações seguem em andamento.

A Polícia Federal não descarta a possibilidade de haver outros envolvidos no esquema, o que poderia culminar na responsabilização pelo delito de associação criminosa, além do crime de concussão (Art. 316 do Código Penal) anteriormente mencionado. A pena máxima, apenas deste último delito, chegaria a 12 anos de reclusão, somada à multa. (Com informações da PF/PA)

RG 15 / O Impacto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.