Grupo de Trabalho irá monitorar possíveis casos de “Urina Preta” no Pará

Representantes das secretarias estaduais de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e da Saúde (Sespa) estiveram reunidos na tarde da segunda-feira (13), para a criação de um Grupo de Trabalho (GT) com a finalidade de rastrear os casos no Pará da Síndrome de Haff (popularmente conhecida como doença da “urina preta”).

Dos seis casos que estão sendo acompanhados no estado, quatro são do município de Santarém, um em Trairão e outro em Belém. A Sedap orienta que a população fique tranquila, pois essa quantidade registrada é bem inferior ao universo de pescado consumido diariamente no Pará e ressalta, também, que  o consumidor se atente para adquirir pescado de boa procedência.

RG 15 / O Impacto com Agência Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *