Cinco jovens são assassinados em chacina no interior do Pará

Cinco jovens foram assassinados em uma chacina no município de Parauapebas, sudeste do Pará. Os corpos das vítimas, que estavam desaparecidas desde a madrugada da última segunda-feira (13), foram encontrados já em estado de decomposição na tarde desta quarta-feira (15), em uma área de mata no bairro Vila Rica, em Parauapebas. A Polícia Militar acredita que as mortes tenham ligação com uma guerra entre facções criminosas.

As vítimas foram identificadas como Thawanne Dias de Jesus, de 22 anos; o namorado dela, Jefferson Santos de Andrade; Marcos Antônio de Oliveira Andrade, 21; Felipe Silva de Carvalho e Antônio Carlos Chaves Sousa. O desaparecimento dos cinco jovens foi registrado na segunda, na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil.

A PM informou que os corpos foram localizados por volta das 16h30, por um pescador, na área da “cachoeirinha” do bairro Vila Rica. Imediatamente o homem acionou a PM, que foi até o endereço informado. No local, as autoridades constataram a veracidade das informações e isolaram a cena de crime.

Os cadáveres estavam enfileirados e com as mãos amarradas sobre as cabeças. Pelo estado de decomposição, as autoridades acreditam que as vítimas tenham sido mortas há mais de dois dias. A Polícia Civil foi acionada para dar início às investigações e uma equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC) esteve no local para fazer a perícia e remoção dos corpos.

Ainda de acordo com a polícia, câmeras de segurança registraram o momento em que as cinco vítimas entraram em uma caminhonete S10 prata, na madrugada de segunda-feira (13), por volta das 4h, no bairro Liberdade. Esta foi a última vez que foram vistos com vida. Um inquérito policial foi aberto para investigar as motivações e a autoria da chacina.

Qualquer informação que possa ajudar na identificação e localização dos criminosos deve ser repassada às autoridades via Disque-Denúncia (181), Centro Integrado de Operações – Ciop (190) ou pelo Whatsapp da atendente virtual Iara: (91) 98115-9181. As ligações são gratuitas e o sigilo é garantido.

Foto: Reprodução

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *